SOBRE A FEIRA DO LIVRO!

OI!
E aí, gente? Depois do post (imenso!) dos board games eu dei uma morrida aqui, né! rs.
Bom nada mais justo que voltar na segundona! E como ontem acabou a 14º Feira do Livro de Ribeirão, eu resolvi vir aqui e falar um pouco do que eu vi lá e do que achei.
Eu fui 3x à Feira esse ano. Sempre tento ir pelo menos uma vez, mas como vi algumas barracas com uns preços interessantes fui voltando pra ver se achava algo.
Antes de qualquer coisa: Considero a Feira um evento super importante para a cidade, acho super necessário ter! Não estou aqui para falar dos eventos da Feira. De palestras, de shows, de mesa redonda, de coral, nada disso. Estou aqui para falar do que a Feira do Livro realmente é, ou deveria ser: LIVROS.
Essa é minha primeira crítica. Com tanto evento, tanta atividade, tanta movimentação o principal e o real motivo da Feira, que são os livros, ficam em segundo plano, na minha opinião. A gente não vê muita atenção sendo dada para eles. Parece que é só ir lá, botar um monte de barraca uma em cima da outra, distribuir os ‘cartões-livro’ e tá tudo certo, a parte tá feita. Mas não, né? 
Nem no FB da Feira você vê notícias de livros.
Achei a Praça XV totalmente desorganizada. Todo ano é a mesma coisa: tooooda uma galera causando lá. Até aí, ok, espaço tem de sobra, é uma feira, todo mundo quer dar uma passadinha e passear. Principalmente a molecada. Até deixaram a Praça Carlos Gomes lá com programação especial, pista de skate, música e tal. Mas não funcionou. Mais uma vez o tumulto tomou conta e a organização mostrou despreparo. Não adianta, todo mundo se acumula na Praça XV.
Ai fica aquela molecada toda lá fazendo o maior tumulto em cima dos stands, os vendedores nervosos pela bagunça, os seguranças sendo estúpidos com a galera, enfim, caos!
Isso porque nem comentei do Calçadão ali em cima todo destroçado e em reformas, deixando a passagem impossível e triplicando o fluxo de pessoas na praça.
Eu vi vários donos de stands reclamando da desordem geral, da falta de segurança e da indiferença do pessoal da organização com o problema. Vi inclusive um vendedor em uma das editoras dizendo que eles não voltam nunca mais para a Feira. Chato, né?
Mas tudo bem, Gabriela, e fora isso?
Bom, vamos falar de livros então. Vi gente falando que achou mil coisas, que comprou, que estava uma maravilha. Eu também vi essas coisas que o pessoal comprou por aí e amou e vou dizer o que acho também.
Haviam vários livros de R$10,00, editoras variadas, assuntos variados e tals e o que eu achei de realmente bom? Nada. Um monte de livro que é óbvio que estão encalhados nas editoras há anos e agora aparecem como uma super oferta de R$10,00. Eu procurei muito e não achei nada
Para não ser injusta achei alguns bem legais por R$18 e R$20, porque não comprei? Os volumes nesse preço eram o 5, o 3… Legal, né? 
E as grandes livrarias? Saraiva, Paraler e outras? 
Sacanagem total! Fiquei revoltada. Não tem outra palavra. Livros sendo vendidos MAIS CAROS do que nas próprias livrarias. Quer um exemplo? O livro ‘Jogos Vorazes’ estava sendo vendido lá por R$39,90 em praticamente todos os stands. Em uma busca de nem dois minutos achei o mesmo livro por R$25,90 no site do Submarino. E aí? 
E isso se repete com TODOS os livros que estão mais em alta por aí. 
É isso que me deixa revoltada. Tem livro de 10 conto? Tem sim, lógico. Mas o que o mundo todo quer ler50,00! Não existe vantagem, a real é que é mais caro e o que existe é oportunismo e exploração! 
Quer incentivar a leitura como? Se os livros que todo o público jovem realmente quer ler está um absurdo de caro! 
Outro exemplo? Na Feira um exemplar do amado pelas crianças ‘Diário de um banana’ estava R$28,90. No site do Submarino você compra os volumes 1 e 2 por R$39,90. Preciso?
(Eu estou usando o site do Submarino como exemplo porque é o mais fácil e o lugar onde eu costumo comprar).
Mas você não comprou nada, então?
Comprei, sim. Até já fiz uma postagem sobre minhas compras aqui. Achei essa coleção da Abril bacana, com preço ótimo. Achei vários livros do tipo enciclopédia de artistas famosos, de lugares do mundo, civilizações históricas e até de música lá por R$5,00 ou R$10,00. Meu amigo comprou alguns e eu só não comprei porque eles são bem grandes e o espaço é sempre um problema.
Mas vamos falar a real? Esses não são os livros que interessam a todos. Muita gente curte, sim. Mas como eu disse a galera, os adolescentes e as crianças não querem ver isso, né?
Pode me chamar de chata, de fresca e tal, mas é a minha opinião. Acho que a Feira ainda tem muito o que melhorar NESSE ASPECTO. Vou lembrar que não estou avaliando aqui a programação cultural ou a participação das pessoas ou a qualidade dos eventos, NADA DISSO. A minha única crítica aqui é a VENDA DE LIVROS.

Ano que vem eu volto com certeza, na esperança que essa realidade mude e a gente consiga comprar os livros que realmente queremos por preços que façam juz a uma FEIRA. Não sonho com livros com 60% de desconto. Mas uns 30% podia rolar, com certeza. É o que eu acho.

Alguém foi? O que acharam?

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr

Anúncios

5 comentários sobre “SOBRE A FEIRA DO LIVRO!

  1. Eu fui só uma vez na feira depois do ano que trabalhei(trabalhamos) nela, aí desisti exatamente pelo que você comentou aqui. Lembro de uma das primeiras vezes que fui, deslumbrado com tantos livros e ainda não conhecedor da magia das compras online, comprei o volume único de Narnia por R$70 e achei que tinha feito um super negócio. Livro que hoje já achei sendo vendido até por R$9,90. Pelo menos na época não havia a baderna de hoje em dia, minhas esperanças de mudança estão terminando, tanto na questão de organização quanto de preço e sinto que só o que posso fazer como “protesto” é não ir mais, apesar de considera-la um evento importante e expressivo na região. Pelo visto o foco são os shows, palestras e tudo mais e isso parece estar indo bem, acho válido o contato com os autores, a troca de experiência entre as gerações que estão ali, ou deveriam estar, pelos livros. Mas o pouco cuidado justamente com… os livros tira um pouco o propósito do evento.

    Curtir

  2. Oi, minha primeira vez por aqui. Acabei de conhecer seu blog e canal e tive que vir comentar nesse post. Sou de Brotas e eu e mais um amigo e sua família fomos para a feira! Ele e a sua família são mais cult e fizeram muiiitas compras, já eu sou pop (rsrs), gosto de livros da moda, livros que estão sendo lançados e comentados no momento. Eu amo ler, mas os clássicos não me descem! E meu, eu fiquei passada com os preços, mil vezes mais caro que no submarino. Por fim acabei comprando 7 livros, dois foram de uma coleção que eu já havia começado, o restante foram livros totalmente desconhecidos, que eu comprei pela sinopse e porque estavam por 10,00. Esperava muiiito mais da feira, foi a mesma decepção que tive ao ir na Bienal, livros caríssimos! Aí concordo plenamente com tudo o que vc disse. Ilusão define! =/

    Curtir

  3. Muito difícil, né Carla? Pra quem já está acostumado a comprar online, ver esses preços absurdos é uma piada!
    Tava impossível comprar esses livros que estão mais no hype…
    Não sabia que na Bienal acontecia isso também! Nunca tive a oportunidade de ir, mas já fiquei desanimada, é muito triste ver os eventos que deveriam facilitar, dificultando! =/
    Bjs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s