DIÁRIO DE VIAGEM: PERU (PT. I)

AE!
Então, como disse hoje mais cedo, eu estava de férias viajando com alguns amigos para o Peru. Foram 17 dias bem intensos e corridos, cheios de coisas para fazer e ver. Então achei que agora, depois de voltar, seria legal dividir minhas experiências aqui no blog!
Resolvi fazer um diário atrasado de viagem, contar como foi, o que fizemos, os lugares que ficamos, enfim, um pouco de tudo! Essa vontade de relatar aqui o que passamos é em parte também uma vontade de falar um pouco sobre o lugar e dar algumas dicas que nós mesmos procuramos muito antes de viajar e não achamos. Quem sabe assim eu consigo ajudar alguém que está indo e tem as mesmas dúvidas e inseguranças que tivemos!
Bomm, vamos lá!

Vou fazer o diário em partes. Cada parte correspondente a uma cidade, assim fica fácil para eu falar do que achei de cada lugar e contar dos passeios, albergues, comidas, transportes, enfim, tudo!
Para já adiantar a ordem, nós passamos por cinco cidades, que também será a ordem do diário: Lima – Ica (Huacachina/Paracas) – Cusco – Machu Picchu Pueblo (ou Aguas Calientes) – Huaraz.
Nesse post resolvi começar falando sobre nosso planejamento! Como começamos e o que fizemos aqui no Brasil antes de ir. Então vamos lá!

Sobre reservas e transportes: A primeira coisa que fizemos foi comprar as passagens. Compramos um voô de São Paulo (Guarulhos) para Lima. A empresa foi a Avianca e eu recomendo fortemente! O voô foi ótimo, tranquilo, com atendimento ótimo, boa refeição e confortável na medida que um avião de classe econômica pode ser!
Compramos as passagens com um mês de antecedência, mais ou menos. Tem gente que diz que as passagens precisam ser compradas muito antes, mas nas nossas pesquisas  ficamos de olho nos preços e não houve muita diferença. Valeu a pena e no final comprar mais em cima saiu mais barato do que com muita antecedência.
Nós viajamos em um grupo de sete amigos e só ficamos em albergues, com excessão de Huacachina que ficamos em um hotel. Todos os albergues e o hotel foram reservados daqui do Brasil pelo Hostelworld, umas duas semanas antes da viagem. 
Os transportes foram um pouco comprados aqui e um pouco lá. Como iríamos para Cusco, compramos as passagens áreas aqui no BR, pois de ônibus são 24hrs de viagem e não queríamos perder tanto tempo na estrada. Viajamos de Star Perú e também recomendo, não é a mais barata, mas também não é a mais cara! Viajamos bem e com tranquilidade.
As passagens de trem da Peru Rail que levam até Machu Picchu Pueblo (ou Aguas Calientes) também foram compradas aqui, na mesma época, mas quando chegarmos na hora certa falarei sobre isso!
Viajamos de ônibus também, para Ica (Huacachina) e Huaraz, mas essas compramos lá mesmo, um pouco antes de viajar e deu certo. Recomendo fazer o mesmo, pois não há problemas, quando for falar das cidades falo também das empresas de ônibus.

Sobre documentos: Quanto a isso lá é bem tranquilo. Como país da América Latina e do Mercosul, nós brasileiros podemos entrar no país apenas portando o RG! Mas atenção, precisa ser uma versão mais atualizada, ok? Nada de RG de 15 anos atrás, porque não é aceito! Eu renovei meu RG e junto com ele levei meu passaporte, mas mais para colecionar o carimbo do país, mesmo! rs.

Sobre dinheiro: Outra coisa que também está no planejamento e que sofremos um pouco foi o dinheiro. É complicado viajar para um país onde a moeda é meio desconhecida como no Peru (que se usa Novos Soles). Passamos um certo aperto na hora de decidir como levar a graninha de cada um e qual seria a melhor forma, então vou falar o que fiz e achei que deu certo.
Depois de ler em váarios lugares mil coisas diferentes e de não achar de jeito nenhum a moeda peruana aqui no BR pra comprar resolvi o seguinte: Levei comigo uma quantia em dólar, para trocar lá e já ter uma grana em espécie na mão para táxi e primeiros gastos e liberei meu cartão do banco para uso internacional.
Usar o cartão, pelo que vi por aí, é uma prática que divide opiniões. No cartão você vai pagar para sacar a taxa do seu banco + uma possível taxa do caixa eletrônico peruano + IOF, mas mesmo assim eu acabei usando.
O dólar tá bem caro, apesar de lá a cotação ser amiga (trocamos com o valor de U$2,77), é chato ficar nessa vida de depender da cotação e de andar com muuita grana de uma vez. Eu sou cliente do Banco do Brasil, fui até lá liberei meu cartão para débito e crédito internacional e fiz questão de ver direitinho se estava tudo certo. Vi várias pessoas reclamando por chegar lá e não conseguir fazer operações e não queria que isso acontecesso comigo.
A moça do banco verificou tudo e inclusive colocou meu nome em uma ‘lista de restrições’ para uso do cartão na américa latina, pois ela me disse que estão acontecendo vários golpes e fraudes, então os bancos estão restringindo o uso de cartões fora. Não sei até que ponto isso é verdade, mas sei que deu certo, usei tranquilamente meu cartão sem nenhum problema.
Como disse, levei uma parte do que iria gastar em dólar e depois que acabou eu fiz apenas saques. Não gosto de cartão de crédito e uso o mínimo possível, então lá não passei ele em lugar nenhum, apenas fiz a liberação para alguma emergência. 
Sobre os saques: é legal procurar um caixa eletrônico que não cobre taxa pelo saque, senão você paga a do seu banco, que no meu caso eram R$12,00 + a do caixa peruano, que giram em torno de 14 soles + IOF. Eu fiz saques no City Bank e no Scotialbank sem nenhum tipo de taxa peruana, apenas a do Banco do Brasil e IOF, então recomendo esses caixas eletrônicos.
É meio chato, mas eu achei essa uma boa opção e me senti bem dessa forma. Não tive problemas com saques, nem dor de cabeça com dinheiro em geral, então recomendo esse esqueminha que fiz! Lí que algumas pessoas não conseguiram sacar valores maiores que 200,00 soles, eu consegui nesses bancos que citei sem problemas, também.
*Sobre o VTM: Só por curiosidade cheguei a ver o Visa travel money (VTM), cartão de débito que eu já tinha usado para viajar para a Europa. Mas no caso do Peru não vale a pena! Você tem que ter um VTM em dólares, carregar ele e quando usar pagará o IOF + 4% de taxa para câmbio de moeda! E se sacar + U$2,50 por saque! São muitas taxas num cartão só!
Sobre a mala: Ainda na preparação, como viajamos em Julho, que é inverno, fiz uma mala voltada para esse clima, com algumas coisas de calor caso fosse necessário. No final das contas usei de tudo por lá! Passamos por climas muito diversos e pra quem vai nessa época, acho válido fazer o mesmo!
Aconselho um casaco que corte vento, é o que você mais vai usar por lá! Venta demais nos lugares abertos e altos, então é necessário. Eu levei um super casaco pesado, quase até o joelho, que usei na Europa, e foi a maior bobeira, quase nem usei
Acho que um bom corta vento, um outro casaco quente que te agrade e blusas para por por baixo (tricots, lãs, etc.) já fazem bem o serviço. Optei por não levar jeans, odeio jeans para caminhadas e afins e não me arrependi. Levei apenas leggings e uma segunda pele bem grossa que deram conta do recado muito bem!
Quanto a sapatos, se você pretende fazer uma viagem assim e ainda não tem um tênis/coturno de trekking, pode ir atrás que vai precisar! É basicamente o único sapato que se usa e foi o que mais usei. O meu é um Bull Terrier que tenho há quatro anos e até hoje está perfeito, e olha que já andou, hein!
Levei também duas botinhas sem salto e de cano baixo para passeios mais urbanos e para sair para jantar e tals, porque o pé cansa de tênis também… 
Indico colocar bastante camisetinhas, blusas de manga de algodão e regatas na mala. Essa é uma viagem que se transpira muuito, então você vai precisar sempre estar com uma dessa opções por baixo de tudo, porque em algum momento do dia, você chegará nelas, rs. 
Fora isso tudo levei uma saia para usar com meia calça, caso aparecesse alguma baladinha, uns acessórios mais ajeitados, uma make fácil de carregar, mas que se sairia bem caso eu precisasse e… não usei nada! kkkk, mas calma, em Cusco tem várias baladas, pra quem quiser e se animar, mas o ponto é que a gente não deu conta! Chegávamos tão cansados todos dias que todo mundo queria só comer e dormir, rsrs.
Ainda bem que levei beem pouca coisa com essa intenção e não perdi tempo/espaço na mala com isso!

Bomm, acho que de ‘planejamentos iniciais’ isso era tudo que eu tinha para contar aqui! Caso eu lembre de mais alguma coisa vou atualizando, e se alguém quiser saber de algo é só perguntar nos comentários!

Na próxima parte vou começar a falar da viagem de fato e de Lima, a primeira parada! 😉
Quem quiser ir antecipando, pode ir lá no meu Instagram e ir dando uma olhadinha nas fotos!

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s