SOBRE A FEIRA DO LIVRO DE RIBEIRÃO 2015

Hoje peguei a programação da Feira do Livro de Ribeirão para ler. Vi várias pessoas elogiando e fui ver de perto o que teria esse ano. O resultado? Figurões da política, empresários, diretores, pessoas que a real população nunca ouviu falar e não tem uma gota de identificação. Sobre o que eles irão falar? Gostaria de saber também. As descrições dos salões de ideias trazem apenas ‘doutor nisso, empresário, dono daquilo, diretor por tantos anos, publicou tantos livros, tem pós graduação, é formado em’, ok, E SOBRE O QUE ELES VÃO FALAR? Mistério.

As poucas atividades com descrição falam de educação, escolas, consumo de água, empreendedorismo, política, comportamento… E LIVROS? Muito pouco.

A programação é voltada para nichos absurdamente específicos, é estreita e reservada. Quase tudo voltado para um público adulto, quando não, voltado para os jovens acharem que a feira do livro é descolada e vai falar de hip-hop e grafite (NADA contra, mas é pouco, não?), todo ano a mesma coisa. Programação infantil? Só teatro e uma brinquedoteca.

Literatura jovem? Não tem. Jovens autores nacionais? HAHA, nem sinal. Inovações? Grupos de leitura para descobrir um livro novo, salão de idéias com jovens para falar de best sellers, atividades sobre incentivo, falar de bibliotecas, acessibilidade à leitura, falar de disseminação, incentivar novos autores, não tem. Nada disso tem. Tecnologia ligada a leitura, booktubers, grupos que criam fanfic, bate papo sobre cultura pop e nerd, histórias em quadrinhos, AH que sonho seria! Mas não tem.
Levamos uma proposta desse tipo para feira. Nosso encontro que acontecerá na Livraria da Travessa dia 27/06, com a parceria de nove editoras, era para acontecer lá, em um espaço público, aberto, mas não. Nos disseram que não cabia na programação. 🙂

A feira que poderia lançar um jovem autor no mercado em parceria com alguma editora faz algo assim? Não. Fez um concurso cultural que dá tablet de prêmio.
Tem gente famosa? Tem sim. Pedro Bandeira, que já deve ter uma casa em Ribeirão de tanto que vem pra cá (Pedro amo você, não entenda mal, só queremos diversidade). Tem Gregório Duvivier, que todo mundo vai achar que vai fazer piada e falar de porta dos fundos (igual foi com Marcelo Tas, lembram?). E por aí vai.

Tem coisa boa? Tem sim, eu gostei de algumas coisas. Tem Fábio Moon e Gabriel Bá, que já é uma revolução, mas é pouco, é muito pouco. Eu gostaria de ir nas atividades que me interessei, pena que elas acontecem de segunda a quinta em horário comercial e pena que não vai rolar matar o trabalho. Programação voltada para adultos em horário comercial, muito inteligente.
Resumindo: tenho 26 anos, amo ler, faço disso parte fundamental da minha vida, escrevo sobre, trabalho com isso e não me identifiquei com quase nada que uma das maiores feiras do livro do país trouxe. o/

Eu vou quando puder, claro que sim. Eu sempre vou. Eu só queria expressar minhas opiniões.

Vamos você também, ver o livro na promoção de R$50 por R$48 😉
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s