A CULTURA DO ‘POSSO TUDO’

Desde que o mundo é mundo existem pessoas imbecis, todos sabemos. Mas com a internet por aí aconteceu um empoderamento da escrotidão. Não é difícil achar, entra aí no site do G1 e afins e dá uma olhada nos comentários, entra num instagram de um famoso ou dê uma olhada em vídeos no youtube.
Tem hater em todo lugar. A gente vive uma cultura de ‘na internet pode tudo‘ e as pessoas se soltam se achando muito fodonas para falarem o que bem entendem, sem se importar com ofensas, falta de respeito e educação. É simplesmente ‘eu vou ali e falo o que eu bem entender‘.
Normalmente essa prática anda muito muito ligada ao fato de que hoje em dia nós convivemos com pessoas mimadas e criadas como se o mundo girasse ao seu redor. Entrei no vídeo, site, foto e não vi o que eu queria? Não escutei minha própria opinião repetida? A fulana parece tá melhor que eu? Bora ofender, criticar e diminuir.
Não existe interpretação de texto, avaliação do que foi falado. Ninguém para um minuto para pensar. É simplesmente ‘fodase não é o que eu esperava, então você vai enfrentar minha ira’.
Eu já estou bem acostumada a ver e a lidar com isso nas minhas mídias sociais. Mas hoje passou dos limites, até por isso resolvi escrever esse texto. No meu vídeo ~polêmico sobre minha profissão já vi os mais variados comentários. Desde elogios até choramingos de gente ardida porque não ouviu o que queria. Até então ok, mas aí hoje me deparei comE depois dizem que não se compra diploma…”

WTF!?

WTF!?

O que eu posso ter feito para uma pessoa que nunca me viu ir destilar seu veneno e liberar seu ódio!? Fiquei passada. É só um vídeo falando sobre meu curso, FIM! Não me deixou triste, nem com raiva, nada disso, só fiquei passada mesmo. Passada com o tanto de gente sem noção, mal educada e grosseira que existe por aí querendo diminuir o outro.

Quanta pobreza de espírito!

Ainda nessa pegada vejo uma outra ‘cultura’ que anda muito próxima a dos haters. É a cultura do ‘beijinho no ombro’ e do recalque. Pessoas que acham que tudo é inveja e que elas são maravilhosas demais e o mundo vive de cobiça e inveja de cada uma. Em vez de se virar contra o mundo (como os haters), são pessoas que acham que o mundo está contra elas. Tipo, HEIN?

É uma mania mais ligada às mocinhas por aí, que acham que todo mundo é inimiga. Acho isso ótimo. Claro amiga, você tá cheia de ~inimigas, rs. Crítica vira recalque, piada vira recalque, toque de amiga vira recalque, tudo vira recalque. É uma geração que se acha demasiada importante e invejada, por que exatamente é a pergunta que fica. Porque na real quase todo mundo leva mais ou menos a mesma vida, OU SEJA.

E ainnnda nessa onda tem o último tipo da geração ‘posso tudo’ que são os YOLO. O ‘you only live once‘ virou lema de vida e com isso desculpa pra fazer o que bem entender sem se preocupar com o outro. Sacanear com amiga, prejudicar no trabalho, ferrar na faculdade, vacilo com a turma, viraram ‘estou aproveitando minha vida a cada segundo‘. Tudo é justificado. Grosseria e estupidez virou ‘personalidade forte’, mancadas gerais virou ‘só faço o que quero’, vacilo virou ‘estou me permitindo viver’ e por aí vai.

Eu só lamento. É trsite de ver isso tudo e mais triste ainda ver tanta achando que realmente é rei do mundo, mas não.

Eu acredito em uma coisa: antes de falar/fazer pense o seguinte: EU GOSTARIA DE OUVIR ISSO? GOSTARIA QUE FIZESSEM COMIGO? Ai você decide se faz/fala ou não. Se cololocar no lugar é um excelente termômetro e já passou da hora das pessoas aprenderem isso.

Assim como muita gente, eu também tenho meu lema de vida. É o seguinte: QUEM É FELIZ NÃO ENCHE O SACO. Então eu desejo toda a felicidade do mundo para todos, assim vivo na suavidade e todo mundo também. Seria bom, não é?
Eu não ando por aí enchendo o saco alheio. Reflita se você anda, se sim, vai ser feliz que passa.
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meus contos!
Wattpad – Widbook – Amazon
Anúncios

A BOLHA NERD QUE EU VIVO

Eu, você e o todo mundo que tem facebook, assiste televisão ou vê noticias na internet foi bombardeado ontem com a notícia do cantor sertanejo que faleceu. Até a hora do almoço eu ainda não tinha entendido nada e nem sabia quem era. Depois fiquei revoltada com a maneira que o fato foi tratado, explorando a morte de uma pessoa até a última gota para fazer notícia. O velório do cara virou evento social com cobertura de quem passava por lá, péssimo!
Então que hoje vi essa matéria e pensei sobre o que ela fala. Muito além de um fato trágico, eu já tinha pensado sobre isso, sobre a bolha cultural que uma pequena parte da população vive. A que eu faço parte, por acaso.
Nós estamos todos felizões de ver nosso amado mundo nerd ampliando horizontes e conquistando o mundo. O bordão de 2015 está sendo “que época boa para ser nerd”, por conta de todos os lançamentos e fatos bombásticos que estamos vendo no cinema, TV e literatura.
De fato a Marvel alcançou um lugar nunca imaginado por nerd nenhum antes. Ninguém imaginou que veríamos outro Star Wars no cinema, ou um Jurassic Park (ok, ok, Jurassic World), Comic Con no Brasil? Explosão de canais literários? Camiseta de super heróis na Renner, Riachuelo e C&A? MAS GENTE, AÍ SIM!
Mas pensando melhor vi que andamos iludidos e alienados. Nós temos a sensação de que todo mundo está nessa onda, mas não. Pergunte a um não nerd próximo a você algo relacionado ao seu universo favorito e veja a pessoa ficar com cara de tela azul, você vai entender do que eu estou falando (ou fale que ele ficou com cara de tela azul e veja o inception de tela azul, aí você vai entender MESMO).
“Ai Gabriela, ninguém tem a obrigação de saber que o nome do meio do Harry Potter é Tiago”, claro que não, estou dizendo coisas simples, simples mesmo. Tipo como se chama o cara que atira flechas em ‘Vingadores’. 
Você vai ver que as pessoas estão passando pela moda. Vão ao cinema e logo em seguida deletam o que assistiram e que quem surta mesmo são pouquíssimos.
Essa explosão da cultura pop nos deixou alienados do mundo real. É muito engraçado isso, uma coisa que está lá e todo mundo está sabendo e ao mesmo tempo não. Isso porque nem entrei no tópico música. Pergunte ao fã do cantor que morreu e que você nunca tinha ouvido falar se ele sabe quem é Angra, a recíproca vai ser verdadeira.
O facebook e as redes sociais ajudam muito nessa falsa impressão de ‘todo mundo está vivendo isso’. Nós curtimos algumas páginas, seguimos algumas pessoas e isso se transforma em nosso universo. Eu tenho muitos fãs de sertanejo no meu facebook, família, colegas do colégio, faculdade e etc. O que eu fiz? Cancelei a assinatura do feed de todosporque nada que era postado me interessava. Ou seja, vivo alienada, rsrs.

Parece mesmo que todo mundo virou nerd, mas ainda estamos longe desse mundo perfeito… rsrs.
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin

NOVA FASE PARA O BLOG!

Há um tempo eu andava achando que o conteúdo do blog estava muito repetitivo e nem tanto minha cara. Resolvi que era hora de repensar algumas coisas.
O canal anda meio devagar porque estou passando por uma fase meio complicada: meu irmão editor está sem tempo de editar os vídeos e eu sem tempo para aprender todo o processo. A vida de trabalho/doutorado/blog/youtube está mais complicada que nunca.
Ao mesmo tempo que tudo está corrido o canal nunca teve uma fase tão boa. Estou muito feliz de ver onde cheguei com o Ultiminho. Em breve teremos nosso evento em Ribeirão (AINDA NÃO SABE?) e cada vez mais tenho conhecido pessoas maravilhosas. ❤
Decidi que manterei o canal da maneira que está com os assuntos literários e resenhas e aqui deixarei o espaço reservado para algo mais pessoal. Vocês já perceberam que eu curto escrever, né? Então, decidi que trarei para cá textos meus, sobre tudo! Momentos revolts, comentários literários, algo bacana que eu quiser dividir, enfim muitas coisas…
As resenhas escritas acabarão, pois acho que o conteúdo estava muito repetitivo. Trarei os vídeos para cá com posts cheios de fotos dos livros (porque isso acho bacana!), mas sem a resenha escrita, para não chover no molhado.
Ainda não sei se dessa forma vai funcionar como imagino, mas se não rolar, a gente muda de novo! É bom ter fases novas 😉
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

SOBRE A FEIRA DO LIVRO DE RIBEIRÃO 2015

Hoje peguei a programação da Feira do Livro de Ribeirão para ler. Vi várias pessoas elogiando e fui ver de perto o que teria esse ano. O resultado? Figurões da política, empresários, diretores, pessoas que a real população nunca ouviu falar e não tem uma gota de identificação. Sobre o que eles irão falar? Gostaria de saber também. As descrições dos salões de ideias trazem apenas ‘doutor nisso, empresário, dono daquilo, diretor por tantos anos, publicou tantos livros, tem pós graduação, é formado em’, ok, E SOBRE O QUE ELES VÃO FALAR? Mistério.

As poucas atividades com descrição falam de educação, escolas, consumo de água, empreendedorismo, política, comportamento… E LIVROS? Muito pouco.

A programação é voltada para nichos absurdamente específicos, é estreita e reservada. Quase tudo voltado para um público adulto, quando não, voltado para os jovens acharem que a feira do livro é descolada e vai falar de hip-hop e grafite (NADA contra, mas é pouco, não?), todo ano a mesma coisa. Programação infantil? Só teatro e uma brinquedoteca.

Literatura jovem? Não tem. Jovens autores nacionais? HAHA, nem sinal. Inovações? Grupos de leitura para descobrir um livro novo, salão de idéias com jovens para falar de best sellers, atividades sobre incentivo, falar de bibliotecas, acessibilidade à leitura, falar de disseminação, incentivar novos autores, não tem. Nada disso tem. Tecnologia ligada a leitura, booktubers, grupos que criam fanfic, bate papo sobre cultura pop e nerd, histórias em quadrinhos, AH que sonho seria! Mas não tem.
Levamos uma proposta desse tipo para feira. Nosso encontro que acontecerá na Livraria da Travessa dia 27/06, com a parceria de nove editoras, era para acontecer lá, em um espaço público, aberto, mas não. Nos disseram que não cabia na programação. 🙂

A feira que poderia lançar um jovem autor no mercado em parceria com alguma editora faz algo assim? Não. Fez um concurso cultural que dá tablet de prêmio.
Tem gente famosa? Tem sim. Pedro Bandeira, que já deve ter uma casa em Ribeirão de tanto que vem pra cá (Pedro amo você, não entenda mal, só queremos diversidade). Tem Gregório Duvivier, que todo mundo vai achar que vai fazer piada e falar de porta dos fundos (igual foi com Marcelo Tas, lembram?). E por aí vai.

Tem coisa boa? Tem sim, eu gostei de algumas coisas. Tem Fábio Moon e Gabriel Bá, que já é uma revolução, mas é pouco, é muito pouco. Eu gostaria de ir nas atividades que me interessei, pena que elas acontecem de segunda a quinta em horário comercial e pena que não vai rolar matar o trabalho. Programação voltada para adultos em horário comercial, muito inteligente.
Resumindo: tenho 26 anos, amo ler, faço disso parte fundamental da minha vida, escrevo sobre, trabalho com isso e não me identifiquei com quase nada que uma das maiores feiras do livro do país trouxe. o/

Eu vou quando puder, claro que sim. Eu sempre vou. Eu só queria expressar minhas opiniões.

Vamos você também, ver o livro na promoção de R$50 por R$48 😉
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

INSTAGRAMS PARA SE SEGUIR!

AEAE!
O blog anda muitoo parado, eu sei. Vou tentar mudar isso!
Depois do meu post revolts desabafo de ontem, venho hoje com algo mais leve e bem lindo! Haha.
Eu AMO Instagram. Mesmo. Mas evito ao máximo acumular seguidores ‘inúteis’, gosto mesmo e de ver instas de lugares, viagens, editoras e é claro, livros. Quero ver coisas diferentes de comida e os ‘olha minha vida zzzz aqui’, sabe?
Eu mesmo evito postar coisas muito inúteis. Acabo não conseguindo porque adoro uma selfinha, mas tento sempre dar uma balanceada com coisas legais e interessantes. Pena que as pessoas costumam só curtir as selfies, mesmo…
MAS ENFIM! Pensando nisso e depois de ver as fotos maravilhosas da hashtag #marbledmonday, que reúne livros em arte de papel marmorizado, resolvi juntar aqui e recomendar alguns perfis bem lindos sobre livros.
Não são contas que falam de livros, nem tem capas e leituras da semana, não. São instas com livros que são verdadeiras obras de arte, coisas maravilhosas e que deixam a gente emocionada só de olhar!
Recomendo demais! São bibliotecas, museus, antiquarios e afins que postam fotos lindas!
*Para quem não sabe papel marmorizado é uma técnica super bacana de ‘estampar’ papel. É um processo manual e super antigo. Olhando as fotos vocês vão reconhecer. Essas folhas costumam ser usadas para capa e papel de guarda nos livros. Lindo!
Os Instas:

@bookdecorbooks
@themuseumofliz
@uib_ubbspes
@FisherLibrary 
@unilib_treasures
@americannumismaticsociety
@americanantiquarian
@booksofutk
@book_historia
@bokombokstudio

Dêem uma olhada com carinho e encham seus feeds com livros lindos! #chegadecomida
Hahaha
E se vocês ainda não me acompanham: @gabrielabazanp

#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

SOBRE FELICIDADE E RELACIONAMENTOS

Frequentemente eu vejo esses textos ‘motivacionais’ falando sobre relacionamentos, sobre superar pessoas, sobre não se apegar a ninguém e coisas do tipo. Quando não é assim são perfis, instagrams, e blogs mostrando a vida maravilhosa de alguns casais, coisas tipo conto de fadas, mesmo, sabe? A vida perfeita que só eu e meu amor temos. Preguiça.
Então que eu em um surto resolvi vir aqui desabafar. Nada a ver com livros, resenhas e nerdices. É vida mesmo. E o espaço é meu, então falo do que quiser, rere.

Queria saber onde nesse mundo ficam as pessoas normais. Os relacionamentos que tem seus problemas, como tudo na vida, e que são felizes. Poxa, eu brigo com meu irmão, com minha mãe, não vou brigar com meu parceiro!? As pessoas são diferentes, conflitos sempre existirão.

A gente vive em um mundo tão vitrine, como isso cansa! As pessoas querem vender sua felicidade a todo custo, querem mostrar a perfeição de suas vidas de qualquer maneira, que chatisse!
Acho uma piada esses casais que a todo momento postam fotos de tudo e se comentam em qualquer coisa. Tem foto no perfil de um, o outro já corre lá: ‘Ai linda, amor da minha vida, tudo agora faz sentido!’. ZZZZZZZZZZZ. Tipo marcação de território, MESMO.

Ou então um que fica o tempo todo no mural do outro: ‘Fondue com vinho hoje para aproveitar o friozinho?’, ‘Quero ver um filme com você’, ‘Quero comprar uma cortina xadrez pra casa’. E O MUNDO COM ISSO!?
Cara, existe telefone, WhatsApp, mensagem privada do Facebook, DM no Twitter, Skype, SMS, Email, Instagram direct, OU SEJA, uma infinidade de coisas e meios para você se comunicar EXCLUSIVAMENTE com a pessoa que você quer falar. Qual a necessidade de falar no ambiente virtual público? Além da oportunidade de todos verem?

Entendem onde quero chegar?

O diálogo do casal passa a ser para os outros, não para eles. É intencional, é propaganda.
É muito mais rápido você pegar seu celular e digitar uma mensagem. Mas não, você pode ir no seu facebook, abrir a página da pessoa e ir no mural deixar um recado inútil, por que não?
TIPO, OI!?

Pode parecer que ando meio amarga. Mas cheguei no cúmulo de me perguntarem se eu estava em um relacionamento porque eu não postava fotos com ninguém! OU SEJA, se você não faz marketing da vida, ela não acontece. Que piada, minha gente.
Minhas redes sociais já são lotadas o tempo todo. Eu posto selfie, posto livro, posto boardgame, posto fotos que acho que ficaram bacanas, posto algumas viagens que faço, MAS NÃO, o que reparam é que NÃO POSTO foto casal.
WTF!?

Acho que aquele bragging saudável é bem ok. Todo mundo gosta de compatilhar momentos, é normal. Mas dentro de um limite, né?

Isso porque não cheguei no ponto dos casais que tretam porque um não tem foto do outro, não comenta e tals. Mas ai vou deixar queto, porque esse nível de mesquinharia já vai além dos limites que valem a pena ser comentados.
O mesmo para casais que usam só um facebook ou compatilham senhas. Virou uma instituição única, né? Não são mais duas pessoas diferentes. Patético.
No fim das contas, posso contar nos dedos quantos casais bacanas que conheço. Que levam a vida suave, que são da zoeira, que são agradáveis e mais importante de tudo, que são INDEPENDENTES. O mundo anda meio tosco e as pessoas sem noção…

Ando meio revolts com o mundo, então pode ser que textos como esse apareçam mais aqui no blog. Sobre os mais variados temas. Estou lendo ‘Fahrenheit 451‘ e ele me inspirou. Ando numa fase meio ‘como não levar uma vida pobre de espírito’. rsrs. 

#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

UM ANO DE ULTIMINHO!

EITA GENTE!
Ontem eu estava aqui pensando que em breve o canal e blog completariam um ano de existência. Corri no canal para ver que dia havia sido a primeira postagem e PÁH, 11/02/14! ARRE!
Nem acreditei na coincidência! Corri e fiz uma postagem rápida lá na página do Facebook para não passar batido e hoje vim fazer um post aqui.
Nem preciso dizer o quanto estou feliz com essa data, né? 
O ‘É o último, juro!’ é a realização de um desejo de muito tempo de dividir minhas ideias e opiniões. Sempre tive vergonha e receio de ‘abrir’ algo na internet e hoje vejo o quanto estava enganada! Com certeza a realização desse desejo foi uma das melhores coisas de 2014!
Com o canal e blog tive várias oportunidades que jamais havia imaginado que apareceriam em menos de um ano. Conheci pessoas maravilhosas e fiz amizades que tenho certeza que irei levar pra toda vida! 
Só tenho a agradecer a todos que me acompanharam até aqui e continuam acompanhando! OBRIGADA!
Espero que 2015 seja melhor ainda e que o canal continue crescendo como foi até agora. Tenho muitos projetos e ideias para esse ano, aguardem! Surpresas bacanas estão por vir!
Quem quiser dividir comigo meu primeiro projeto desse ano bora para o Skoob, Orelha de Livro e Goodreads fazer as metas literárias e começar a maratona 2015, tá no começo, dá tempo! Nem passou o Carnaval, rsrs.
É isso gente, OBRIGADA, sempre!
Um beijo,
Gabriela.
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

QUE COMECEM AS METAS!

AEAE!
Gente, que desnaturada eu, né? Todo post começo me desculpando, haha. Mas dessa vez tenho uma boa razão, meu note faleceu há duas semanas quase e, desde então, estou numa briga sem fim para recuperar meus arquivos… Triste, né? Mas enfim, problemas a parte, aqui estamos nós!
Começo de ano, o que todo mundo faz? METAS, hahaha, inevitável! Esse ano eu disse que não faria promessas e listas, mas a gente sempre acaba mudando de ideia, né? Então aqui estou eu para dividir minhas metas para 2015! Vamos lá?
E aí, será que vai? Rsrs. 
E vocês já fizeram a listinha de metas de 2015?
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

É O ÚLTIMO DO ANO!

AEAEAE 31/12!
O QUE FALAR DESSE ANO QUE MAL ACABOU E JÁ CONSIDERO PAKAS?
Hahaha, é isso gente! Retrospectiva 2014!
Fiz um vídeo para o canal falando sobre o que mais gostei de ler, um pouco do ano geral e algumas vontades para 2015, mas deixei para falar mais aqui no blog.
Começando do começo (der), nem sei como falar do tanto que fiquei feliz com esse ano, porque afinal de contas tudo isso que está aqui foi construído em 2014! Blog, vlog, enfim tudo!
E o que começou como uma meta literária hoje é muito mais e com certeza não vai parar tão cedo.
Mas falando em metas, nem tudo são flores e, a meta que estipulei para mim, eu não cumpri! Queria ter lido bem mais, e outras coisas que ficaram de lado, mas não consegui. Por outro lado, consegui chegar perto de alcançar o fim da maratona Martin e deixo apenas o ‘Dança dos dragões’ para 2015!
Fiz no Goodreads a meta de 30 livros para esse ano, mas li apenas 15, SÓ QUE TAMBÉM VAMOS SER JUSTOS, desses 15, 3 foram das Crônicas de Gelo e Fogo e um foi Pilares da Terra, ou seja, quatro que valem por vários, né? Porque vamos combinar, SÓ TIJOLO! Hahaha
Enfim, para 2015 quero bater essa meta dos 30 e, se tudo der certo, chegar aos 50 até o fim do ano! Será que consigo?
Fora a meta literária, levo desse ano vários novos amigos que fiz através do ultiminho, a Comic Con que foi um marco do ano, duas viagens maravilhosas com meus amigos mais queridos e por fim e mais maravilhoso, minha aprovação no doutorado! Ou seja, só coisa boa! O ano começou bastante amargo para mim e teve momentos bem difíceis, mas nada que consiga superar os felizes!
Queria mesmo então agradecer! MUITO OBRIGADA a todos que dividiram esses momentos comigo, que acompanharam meu trabalho nesses 10 meses de vida do ‘É o último, juro!’ e que me deram a oportunidade de mostrar o que tenho a dizer, SOU MUITO MUITO GRATA!
Queria também deixar aqui toda a felicidade de ter feito tantos amigos (perto e longe!) através do canal e do blog! Só conheci gente extremamente ponta firme e não poderia estar mais feliz! Amigos mesmo, que tenho certeza que vou levar comigo muito além das internets!
MUITO OBRIGADA GALERA!
Que venha 2015 com mais metas, listas, resenhas e muito mimimi!

FELIZ ANO NOVO A TODOS! ❤

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

ANALISANDO MEU BLOG!

AE!
O sumiço anda complicado, né? Eu sei… Por aqui e pelo canal, esses estão sendo dias difíceis, mas logo passa! Vem chegando o fim de ano e aí parece que é muita vida para pouco tempo! Tudo voa e parece que o Natal é um imã sugando a gente para o fim de dezembro, tudo embola, vem o horário de verão e o tempo passa num piscar! Mas vamos tentando aproveitar cada segundo e ir administrando, haha.
Bom esse post é uma sugestão do Rotaroots. Fazia um tempo já que não trazia nenhum post do grupo, né? Mas é porque com a falta de tempo eu estou escrevendo pouco e os últimos temas não tinham tanto a ver com o blog. Eu sempre penso nisso, apesar de gostar do Rota por me dar a oportunidade de escrever coisas diferentes, eu sempre tento deixar dentro do meu foco de escrita e nem sempre cabe. Mas enfim dessa vez coube e esse mês tem alguns temas que vou trazer para cá.
O de hoje é na verdade uma ‘analise’ sobre o blog. A idéia era falar sobre como cheguei até aqui… O blog nem é tão antiguinho assim para eu contar sua história, mas vou mesmo assim! Haha.
Quando comecei, um pouco depois do canal, minha idéia era apenas trazer assuntos literários para cá, mas é muito difícil manter todo um blog apenas com isso, ainda mais escrevendo sozinha. Quando vi que não estava da maneira que eu queria fui trazendo outros assuntos, entrei no grupo do rotaroots para me ajudar com post divertidos e que fossem prazerosos de escrever e fiquei mais satisfeita.
Hoje posso dizer que os posts que mais curto trazer para cásão esse mais divertidos e com fotos como o O que eu salvaria se minha casapegasse fogo, ou os mais reflexivos como os da tag A vida, o universo e tudomais, adoro escrever então curto muito esses que me permitem falar mais, rs.
Claro que também adoro resenhar. O motivo que me trouxe até aqui foi esse afinal de contas! Eu adoro ler e adoro mais ainda falar sobre o que li e compartilhar com outras pessoas.
Atualmente tenho escrito algumas coisas sobre a minha profissão também, pois é algo que está na minha rotina, que faço com amor e acho que, por eu ter esse espaço, é bacana usar isso tudo para discutir algumas ideias que tenho e abrir um lugar para bater papo com outros profissionais. 
Como já falei mil vezes aqui, o blog surgiu porque eu queria falar sobre o que eu estava lendo e aproveitar para fazer disso um compromisso maior com minhas leituras, me fazendo sempre estar com alguma leitura em andamento. No fim do ano pretendo falar como foi o saldo e comentar se deu certo ou não! Rsrs.
O nome do blog é uma brincadeira com minha compulsão por comprar. Sempre que vejo uma promoção, um lançamento, um livro bonito, uma história que empolga já quero levar! E sempre falando que preciso parar de comprar, que o espaço vai acabar, que preciso ler o que já tenho… Aquela infinidade de motivos que nunca são suficientes para me impedir, haha, sabe como é, né?
Enfim, eu adoro escrever como já disse, e com o blog vi a possibilidade de poder ampliar minhas ideais e dividir opiniões. É uma experiência muuito bacana, pois no dia a dia do blog eu consigo conversar com bastante gente, pude ter algumas oportunidades bem bacanas e já até fiz algumas amizades muito legais! 🙂

Bom, acho que era isso que eu poderia dizer sobre meu blog… Aqui tudo ainda é bem novinho, mas espero que eu tenha a oportunidade de deixar tudo cada vez melhor!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin