A LISTA DA VIDA

Com o fim do ano já comecei a me preparar para os balanços finais. Lidos – não lidos e os projetos para 2017, é claro. Pensando nisso e em tudo que não li e ainda quero ler, resolvi fazer uma lista sem fim de obras fundamentais . É uma lista para vida, sem especificação de datas para concluir. É formada por coisas que quero ler há tempos, que preciso ler porque são referência, porque marcaram época ou que vem me despertando curiosidade. As escolhas foram baseadas em diversas listas de ‘coisas que você precisa ler porque são fodas’.

Essa lista começa hoje com 80 títulos, mas com certeza será atualizada conforme meu interesse por outras obras.

É a minha versão pessoal do ‘1000 livros para ler antes de morrer’, sabe? Postei aqui para quem mais se interessar e porque fica fácil de ir consultando.

*Lembrete: essa lista é uma escolha pessoal minha e contém obras que eu quero ler. Então nem adianta dizer que está faltando isso ou aquilo. Ela contém obras clássicas e fundamentais para literatura e com quase nada de contemporâneo, é proposital. Para facilitar está tudo separado em subgrupos e organizado por ordem alfabética de autor. Quando estiver sinalizado com OK é porque já foi lido.

HABEMOS LISTA:

Clássicos:

  • O Conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas
  • Drácula – Bram Stoker
  • Os Lusíadas – Camões
  • Grandes esperanças – Charles Dickens
  • David Copperfield – Charles Dickens
  • Robinson Crusoé – Daniel Defoe
  • A divina comédia – Dante Alighieri
  • Crime e castigo – Dostoievski
  • Os irmãos Karamazov – Dostoievski
  • Os Maias – Eça de Quirós
  • O morro dos ventos uivantes – Emily Bronte
  • Cem anos de solidão – Gabriel Garcia Marquez
  • Revolução dos bichos – George Orwell
  • Fausto – Goethe
  • Madame Bovary – Gustave Flaubert
  • O Sol é para todos – Harper Lee
  • O jogo das contas de vidro – Hermann Hesse
  • Odisséia – Homero
  • Iliada – Homero
  • O apanhador no campo de centeio – J.D. Salinger
  • Mansfield Park – Jane Austen
  • As vinhas da ira – John Steinbeck
  • O Aleph – Jorge Luis Borges
  • Coração das trevas – Joseph Conrad
  • Meu nome é vermelho – Orhan Pamuk
  • Em busca do tempo perdido (7 volumes) – Proust
  • O médico e o monstro – Robert Louis Stevenson
  • O livro da Selva – Rudyard Kipling
  • Memorial do convento – Saramago
  • Hamlet – Shakespeare
  • Macbeth – Shakespeare
  • Otelo – Shakespeare
  • O vermelho e o negro – Stendhal
  • A montanha mágica – Thomas Mann
  • Anna Kariênina – Tolstói
  • Guerra e paz – Tolstói
  • Mrs Dalloway – Virginia Wolf
  • Lolita – Vladimir Nabokov
  • A ilha do dia anterior – Umberto Eco
  • O Senhor das moscas – William Golding
  • O livro das mil e uma noites

Brasileiros:

  • Noite na taverna – Álvares de Azevedo
  • A rosa do povo – Carlos Drummond de Andrade
  • Espumas flutuantes – Castro Alves
  • Romanceiro da Inconfidência – Cecília Meirelles
  • A paixão segundo GH – Clarice Lispector
  • O vampiro de Curitiba – Dalton Trevisan
  • Os sertões – Euclides da Cunha
  • Encontro marcado – Fernando Sabino
  • A obscena Senhora D – Hilda Hilst
  • Não verás país nenhum – Ignácio de Loyola Brandão
  • O grande sertão: Veredas – João Guimarães Rosa
  • Sagarana – João Guimarães Rosa
  • Gabriela, cravo e canela – Jorge Amado
  • O coronel e o lobisomem – José Cândido de Carvalho
  • Triste fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto
  • Dom Casmurro – Machado de Assis
  • Vestido de noiva – Nelson Rodrigues
  • O quinze – Rachel de Queiroz

Fantasia:

  • Senhor dos Anéis (3 tomos) – J.R.R. Tolkien
  • O nome do vento – Patrick Rothfuss
  • Contos de fadas

Ficção Científica:

  • Laranja mecânica – Anthony Burgess
  • 2001: uma odisseia no espaço – Arthur C. Clarke
  • Encontro com Rama – Arthur C. Clark
  • Contato – Carl Sagan
  • O guia do mochileiro das galáxias (5 livros) – Douglas Adams
  • A guerra dos mundos – H.G. Wells
  • A máquina do tempo – H.G. Wells
  • Eu, robô – Isaac Asimov
  • A ilha misteriosa – Júlio Verne
  • Viagem ao centro da Terra – Júlio Verne
  • Frankenstein – Mary Shelley
  • Snow crash – Neal Stephenson
  • Ender’s game – Orson Scott Card
  • Crônicas Marcianas – Ray Bradbury
  • Um Cântico para Leibowitz – Walter M. Miller Jr.

Quadrinhos:

  • V de vingança – Alan Moore
  • Do Inferno – Alan Moore
  • Y: o último homem – Brian K. Vaughan
  • Sin City – Frank Miller
  • Preacher – Garth Ennis
  • Sandman – Neil Gaiman

 

#oultimojuro

:)

FacebookInstagramTwitterYoutubeSkoobGoodreads

Conheça meus contos:

O véuA Biblioteca do Mediterrâneo

CINEMA: HOMEM-FORMIGA

AE!
Gente, o Ultiminho vai virar blog de cinema rsrsrs. Comentei que eu estou indo bastante, né? Então, obviamente, nerd que sou, fui ontem conferir a estreia de ‘Homem-Formiga’!
Tinha outros filmes que já assisti para comentar aqui antes, mas não dá! PRECISO FALAR DESSE FILME! Então passei na frente mesmo rerere.
Esse era um lançamento da Marvel que estava meio off até um tempo atrás. Quando anunciaram todo mundo ficou ‘ER, é sério!? Com tanto herói!’. Eu mesma pensei isso. Depois ninguém botou fé e ficou nisso até aparecer o primeiro trailer, aí sim tudo mudou! O filme conquistou um certo hype e deixou todo mundo pelo menos curioso.
Enfim, ontem eu fui assistir. Já estava com expectativas altíssimas porque tinha visto alguns blogs falando super bem, então fui meio que esperando um ‘Guardiões da galáxia’ feelings.
Mas vamos ao resumão: O filme é basicamente a história de onde saiu o Homem-Formiga. Conta a história do Dr. Pym que inventou a partícula do encolhimento, mas tretando com o Dr. Stark (pai do Homem de Ferro), sai da SHIELD (yep, SHIELD) e vai abrir sua firrrma sozinho. Ele percebe que a partícula é perigosa e decide esconder do mundo sua invenção. Claro que dá ruim, seu ex-pupilo consegue recriar a partícula e aí toda a causaria começa, tem que proteger os esquemas, precisa de alguém para vestir o traje, essas coisas que todo mundo já sabe, rs.
Vi muita gente, muita mesmo, falando mal. Que é muito diferente dos quadrinhos, que é muito previsível, didático demais e por aí vai. O que eu acho? SÓ LAMENTO POR ESSAS PESSOAS! Achei o filme sensacional e a melhor coisa que a Marvel fez esse ano, junto com Demolidor.
Passa léguas na frente de ‘Vingadores: era de Ultron’. Tem uma história linear, bem contada, com personagens bem trabalhados e cenas de luta balanceadas com o resto do filme (não é só pancadaria bagunçada como Vingadores 2). Paul Rudd fez um trabalho muito bom, sua atuação é perfeita, na minha opinião. Amei ver o Michael Douglas no universo Marvel e achei a Evangeline Lilly ótima. Um personagem feminino badass, inteligente e bem desenvolvido.
O melhor desse filme com certeza é a pegada desencanada. A mesma ideia aplicada em ‘Guardiões..’, com bastante alívio cômico, mas aquela piada que não fica desproposital nem forçada, sabe? É muito natural e flui super bem com o filme. O destaque fica com o Michael Peña que ‘lidera’ um trio de criminosos sensacional.

Finalizando, achei o filme muito, muito bom. As pessoas sempre falam mal de adaptações se esquecendo do fato de que são ADAPTAÇÕES e não uma cópia exata filmada do original. Eu recomendo fortementeque todos assistam, vá se divertir, dar boas risadas e curtir duas horas de um universo bem bacana. Sem pedantismo e mimimi.

#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

CINEMA: EXTERMINADOR DO FUTURO: GÊNESIS

AEAE!

Juro que estou tentando me dedicar mais ao blog esses tempos, mas a correria sempre me impede. Mas deixando o mimimi de lado, resolvi vir falar um pouco de cinema! Aproveitar que estamos no mês das férias e que, mesmo se você não está mais no ensino médio, é um mês que dá aquela vontadinha de curtir e aproveitar a nostalgia dos tempos de atoisse, não é mesmo?
Aproveitando também que decidi deixar as resenhas literárias apenas no canal, vou tentar falar mais de outras mídias por aqui! (será que rola? rsrs)

Enfim, eu vou bastante ao cinema e esse mês já vi alguns grandes lançamentos. Vou começar pelo que eu estava mais curiosa e descrente: Terminator Genisys, aka Exterminador do futuro 5, rs.
O filme, apesar do ano bombástico que estamos vivendo, era um grande lançamento, mas devo confessar que não botei muita fé e fui jurando que seria uma grandiosa porcaria.



Para resumir rapidinho, nesse ~episódio estamos em 2029 e John Connor está por aí comandando a revolução humana contra a Skynet. Em uma manobra ~ousada ele tenta destruir geral os robô tudo, mas dá ruim e a Skyzinha consegue mandar um Terminator para o passado para tentar passar fogo na Sarah Daenerys Connor. Tentando impedir sua própria não existência John manda seu parça Kyle Reese para 1984 para proteger a mamis e deixar tudo bem. Mas é claro que as coisas não acontecem como esperado, né?


Me surpreendi, de verdade, achei que seria um filme muito tosco e daqueles que a gente só vai ver, por que, né? Mas no fim das contas eu gostei!
Obviamente não se compara aos filmes antigos. Não tem aquela pegada sci-fi, não tem cenas épicas e não tem toda aquela história elaborada e tals. É um filme de pura xaropagem, cenas ignorantes protagonizadas pelo mito Arnold e muita pancadaria. Uma pancadaria meio ruim, não vemos aquelas cenas de ação sensacionais coreografadas e tals, fica tudo filmado no primeiro plano, ali você e o cara com a arma e depois o outro cara com a outra arma, mas é divertido. Eu, particularmente fui para ver ignorância (tipo pé na porta), pancadaria e umas armas dahora e tive o que esperei.

Acho que essa é minha opinião final: é divertido, fim. Não é um filmão, não é comparável aos antigos, nada disso. É recauchutagem. O roteiro é cheio daqueles buracos e questões sem respostas sobre viagens no tempo, um robô que aprendeu emoções e várias outras zueiras, nem adianta querer apontar e discutir. O Jai Courtney que faz o papel de Kyle Reese é bem ruime deixa muito a desejar, mas gostei da Emilia Clarke, achei que ela seria mais badass, mas deu pro gasto. No final das contas todo mundo vai mesmo é para ver o Arnold Schwarzenegger e ouvir aquela musiquinha.  

Nessas de se aproveitar de uma franquia de sucesso, Jurassic World se deu melhor, rs. Mas é assunto para outro post!
Por fim, o que eu tenho a dizer é: compre uma pipoca e vá dar umas risadas e ver um cara mito mitando. Sem cobrança e sem expectativas de estar vendo algo maravilhoso, vá para se divertir, mesmo, por que cinema é isso, não é? 

#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

A BOLHA NERD QUE EU VIVO

Eu, você e o todo mundo que tem facebook, assiste televisão ou vê noticias na internet foi bombardeado ontem com a notícia do cantor sertanejo que faleceu. Até a hora do almoço eu ainda não tinha entendido nada e nem sabia quem era. Depois fiquei revoltada com a maneira que o fato foi tratado, explorando a morte de uma pessoa até a última gota para fazer notícia. O velório do cara virou evento social com cobertura de quem passava por lá, péssimo!
Então que hoje vi essa matéria e pensei sobre o que ela fala. Muito além de um fato trágico, eu já tinha pensado sobre isso, sobre a bolha cultural que uma pequena parte da população vive. A que eu faço parte, por acaso.
Nós estamos todos felizões de ver nosso amado mundo nerd ampliando horizontes e conquistando o mundo. O bordão de 2015 está sendo “que época boa para ser nerd”, por conta de todos os lançamentos e fatos bombásticos que estamos vendo no cinema, TV e literatura.
De fato a Marvel alcançou um lugar nunca imaginado por nerd nenhum antes. Ninguém imaginou que veríamos outro Star Wars no cinema, ou um Jurassic Park (ok, ok, Jurassic World), Comic Con no Brasil? Explosão de canais literários? Camiseta de super heróis na Renner, Riachuelo e C&A? MAS GENTE, AÍ SIM!
Mas pensando melhor vi que andamos iludidos e alienados. Nós temos a sensação de que todo mundo está nessa onda, mas não. Pergunte a um não nerd próximo a você algo relacionado ao seu universo favorito e veja a pessoa ficar com cara de tela azul, você vai entender do que eu estou falando (ou fale que ele ficou com cara de tela azul e veja o inception de tela azul, aí você vai entender MESMO).
“Ai Gabriela, ninguém tem a obrigação de saber que o nome do meio do Harry Potter é Tiago”, claro que não, estou dizendo coisas simples, simples mesmo. Tipo como se chama o cara que atira flechas em ‘Vingadores’. 
Você vai ver que as pessoas estão passando pela moda. Vão ao cinema e logo em seguida deletam o que assistiram e que quem surta mesmo são pouquíssimos.
Essa explosão da cultura pop nos deixou alienados do mundo real. É muito engraçado isso, uma coisa que está lá e todo mundo está sabendo e ao mesmo tempo não. Isso porque nem entrei no tópico música. Pergunte ao fã do cantor que morreu e que você nunca tinha ouvido falar se ele sabe quem é Angra, a recíproca vai ser verdadeira.
O facebook e as redes sociais ajudam muito nessa falsa impressão de ‘todo mundo está vivendo isso’. Nós curtimos algumas páginas, seguimos algumas pessoas e isso se transforma em nosso universo. Eu tenho muitos fãs de sertanejo no meu facebook, família, colegas do colégio, faculdade e etc. O que eu fiz? Cancelei a assinatura do feed de todosporque nada que era postado me interessava. Ou seja, vivo alienada, rsrs.

Parece mesmo que todo mundo virou nerd, mas ainda estamos longe desse mundo perfeito… rsrs.
#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin

STAR WARS DAY!

AEAE!
Gente, se temos um ano para se comemorar o ‘Star Wars Day‘ esse ano DEFINITIVAMENTE é 2015!
Antes de mais nada, para quem não sabe o dia é comemorado apenas por conta do trocadilho em inglês ‘May the force be with you’ com ‘May the fourth be with you’ que dá certo por conta do mês de maio e dia quatro e tals… só faz sentido em inglês, mas ok, ok, todos entenderam! Rsrs.

Para comemorar vou fazer postagens especiais durante o dia lá na página do Facebook e no meu Instagram! Acompanhem por lá!

E claro, para não passar em branco, vou deixar aqui o trailer do Episódio VII:

#oultimojuro
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

EITA, ABRIL!

GENTE!
Tô sumida, eu sei. Do canal, daqui, de tudo! O ultiminho está passando por uma fase meio complicada. Meu irmão, que sempre editou meus vídeos, não está mais podendo editar, então nós estamos tentando achar um meio de resolver tudo! Talvez eu edite, ou nós dois juntos nos finais de semana, mas ainda não sei! 
O que interessa é que em breve acredito que tudo volte ao normal, com algumas novidades, inclusive! 🙂
Enquanto acerto essas coisinhas vou me esforçando para trazer mais conteúdo para o blog
E já aproveitando, vamos ao que interessa! MÊS DE ABRIL!
Alguns devem estar se perguntando por que mês de abril? (os entendedores entenderam! rsrs). Já digo: Porque abril está sendo O MÊS DO UNIVERSO NERD!
Gente, quanta coisa
Em menos de 20 dias já tivemos estréia da quinta temporada de ‘Game of thrones’, estréia da série ‘Demolidor‘, lançamento do trailer de ‘Star Wars ep. VII’ e ainda o vazamento do trailer de ‘Batman vs. Superman’. UFA! QUE ISSO!
ISSO PORQUE NEM CHEGOU DIA 23/04 COM VINGADORES! 
Nunca foi tão bom ser nerd! Sério, mesmo! Tenho visto e conversado muito sobre isso com meus amigos. Como nosso universo tão amado têm crescido e ganhado espaço, não é mesmo? Foi um ‘boom’ e de repente está tudo aí super ao alcance, sendo visto, falado e produzido. Demais!
Fico muito feliz de ver que finalmente estamos saindo da obscuridade e dos rótulos. NERD IS THE NEW BLACK!
Mas vamos comentar! Não falo sobre a quinta temporada de Game, porque todo mundo sabe que ainda não cheguei lá, mas fiz um vídeo falando sobre minhas espectativas com os livros (tem spoiler!). Demolidor eu pretendo assistir nesse feriado, tô ansiosa! Quem já viu!?
Já começou com aquela pegada saudosista, cheia de paisagens sensacionais. Só de ouvir a voz do Luke já surtei! AIAI, aí quando você menos espera: MÁSCARA DO VADER DESTRUIDA! QUE ISSOOOOO, MEU CORAÇÃO!

Então tem Luke-sem-mão, Leia com sabre de luz e o que ao que tudo indica: a filha do Luke! Daí já vamos para as especulações, aparece esse vilão QUE TÁ CHEIO DE VITÓRIA, esse stormtrooper PRATA (SENSACIONAL), e esse exército todo.

Quebra pau, perseguição, um stormtrooper infiltrado bonzinho (tô curiosa sobre!) e aí acaba lindamente quando aparece QUEMM? MILENIUM FALCON! AAAOOOOOO.
Aí quando seu coração já tá quase parado de tanta emoção e felicidade, vem a voz do MUSO, ÍDOLO, MARAVILHOSO Han Solo, e SIM ELE APARECE COM O CHEWIE!
AI GENTE, CHOREI LITROS! É muita felicidade para um coração só!

E aí enquanto eu tava lá compartilhando, comentando e assistindo pela milésima vez o trailer, eis que surge (em uma versão porca) O TRAILER DE BATMAN VS. SUPERMAN!
EITA! NO MESMO DIA!

Ele estava prometido para segunda (20/04), mas vazou e legendado em português. Confesso que não estou com muitas espectativas para esse filme, não. Mas o trailer me surpreendeu! O clima tá bem legal! Conseguiu me deixar curiosa… Quero muito ver como vão explorar o Batman nessa história toda. Não vou compartilhar aqui porque acho zuado, vazou e tals e não vou ser mais uma a ajudar no vazamento. Claro que assisti, não aguentei, mas quando sair oficialmente coloco! Numa versão digna e HD.

E claaaro que, assim que eu assistir ‘Vingadores: Era de Ultron’ volto aqui e conversamos sobre! ❤

AAHH ABRIL! Obrigada! Rsrsrs.

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

COMIC CON EXPERIENCE: EU FUI! o/

AE!
Que sumiço, hein gente?
Enfim, várias coisas acontecendo e mais o fim de ano que sempre aperta a gente, né? Mas mesmo assim corri aqui para escrever um post que não poderia passar em branco: o da Comic Con Experience!
Quem me acompanha pela fan page (ainda não curtiu!?) já viu que fiz um álbum enooorme cheio de fotos de tudo que vi por lá e no canal já está no ar o vídeo da primeira parte (quinta-feira) onde conto tudo que vi e o que achei.
Para não ficar repetitivo e eu falar aqui tudo de novo o que já está no vídeo, resolvi fazer diferente. Aqui vou falar mais das minhas impressões, mesmo!
Mas vamos lá então!

Não esperava que daria certo ir a CCXP, fiz o cadastro de imprensa no último dia, só por fazer mesmo e porque a Isa do ‘Falando groselha’ insistiu (valeu, Isa!). Nem acreditei quando recebi o APROVADO na minha credencial, muita emoção gente!
Eu sempre fui nerd e posso dizer que grande parte da vida convivi com amigos tão nerds quanto eu e mais até! Então imaginem, chegar na CCXP e dar de cara com tudo que sempre fez parte da minha vida só que lá, ACONTECENDO!

LOUCO!
cheguei no surto, sem saber para onde correr, vendo estátuas em tamanho real dos Cavaleiros do Zodíaco, stand dos Transformers, Trono de ferro, Máquina de mistérios, stand da Marvel, Disney e Pixar, Star Wars, AFE RESPIRA!

Foi demais. Ver tudo isso, interagir, curtir e fotografar cada pedacinho foi incrível. Mas não foi o melhor. Para mim, além de tudo, dos stands, fotos, estátuas, painéis e compras o melhor mesmo foi o clima! Aquela coisa descontraída, de amizade, todo mundo brother de todo mundo, sabe? Foi isso que aconteceu e foi isso o que eu mais senti. Tava todo mundo ali, pirando junto, sendo feliz junto e curtindo demais junto, que coisa foda!

Além do clima conheci várias pessoas e trouxe novas amizades, o mais importante de tudo! O bacana era que em qualquer lugar que você parasse e com qualquer um que conversasse saia um papo bacana e você saia com um colega novo, quão legal é isso?
Então eu acho que de tudo que vivi esses dois dias o que deixo aqui é essa experiência de ver ao vivo tudo que eu mais curto e as amizades que conquistei!

Valeu CCXP! Já estou na contagem por 2015. Foi mesmo muito épico!

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: JOGADOR Nº1

AE!
Ai gente, essa resenha tá atrasada! Rsrs.
Quem me acompanha pela fã page no facebook, viu que eu fui cobrir a Comic Con Experience. Essa resenha era pra ter vindo antes, mas JÁ VIU, NÉ? Perto da viagem foi a maior correria e não deu tempo.
Bom antes tarde do que nunca!

E esperem em breve um post aqui CHEIO de fotos da CCXP e tudo que eu vi por lá! 😉

MAS VAMOS A RESENHA!

O jogador n°1 (Ernest Cline)

Sinopse (bem) rapidinha: O livro conta a história do jovem Wade Watts, um rapaz pobre que vive em 2044, na realidade de um mundo a beira da miséria, onde a sociedade está evoluída tecnologicamente, mas com sérios problemas relacionados à fome e recursos básicos.
Em meio a esse caos da vida real, existe o ‘Oasis’ uma realidade virtual avançada onde as pessoas, inclusive Wade, passam a maior parte de seu tempo e esquecem da miséria da realidade.
Tudo vai bem até o criador dessa plataforma virtual morrer subitamente sem deixar filhos ou herdeiros. Em vez disso ele elabora um complexo jogo com pistas e aquele que conseguir chegar ao final e desvendar todos seus enigmas herdará sua fortuna e o Oasis. Wade faz parte do grande grupo de pessoas que começa a tentar desvendar os enigmas e buscar a chave para a fortuna, o que ele não esperava era que ele acharia a primeira solução e sua vida mudaria completamente.
NOTA: 5/5 (Com algumas ressalvas!)    
PONTOS FORTES: Boomm, vamos lá. Eu adorei esse livro, ele me lembrou bastante o ‘A livraria 24hrs do Mr.Penumbra’. Segue a mesma ideia de uma história com mistérios e cheia de referências nerds. Acho que o ponto forte desse livro é esse! O criador do ‘Oasis’ era um nerd dos bons e fez questão de deixar suas pistas todas enterradas bem fundo na nerdisse.
A leitura é bem fluída e extremamente leve. A narrativa corre bem rápido e te leva fácil, fácil. Gostei disso, é daqueles que a gente lê em uma sentada.
PONTOS FRACOS: Aqui estão minhas ressalvas ao 5/5 da nota. O problema desse livro não é a história, mas a tradução. Vários pontos que me incomodaram com a mania das editoras brasileiras quererem traduzir palavras que NÃO TEM como serem traduzidas. Não adianta, nosso vocabulário nerd é impregnado de ‘termos’ em inglês que não fazem sentido ser traduzidos. Na minha opinião o próprio título do livro não faz sentido em português. Se fosse o original ‘Ready Player One’ faria muito mais sentido e todo mundo que teve a infância nos nintendos entenderia a referência.
Acho que é esse o problema de se traduzir essas expressões, elas perdem a referência e o sentido. ‘A livraria 24hrs do Mr. Penumbra’ também tem esse problema e o ‘Guia do mochileiro das galáxias’ tem também.
EDITORAS PAREM DE INVENTAR TRADUÇÕES! É uma tentativa de expandir o público, mas não adianta nada, no fim das contas quem vai ler é quem curte o tema e quem curte o tema vai entender do jeito que tem que ser entendido.
O QUE MAIS GOSTEI: Os personagens são ótimos, principalmente Art3mis, esquentadinha, rs. Gostei muito! Mas o que eu mais amei mesmo é que o livro é todo envolto em uma temática dos anos 80. O criador do ‘Oasis’ era apaixonado pela década, então todo o jogo que ele cria é baseado em tudo que aconteceu, passou, tocou e foi jogado nos anos 80.
Eu como uma apaixonadinha pela década do glamour, drama e exagero, AMEI! Cada página me tirava um sorrisinho, curti muito o livro. Alias, acho que por isso gostei tanto, é um livro pra curtir mesmo, sabe? É divertido, leve e engraçado, pra sentar e passar umas boas horas.
O QUE MAIS: A edição é bem bonitatambém, tem divisões bacanas de capítulos, a capa é bonita e a diagramação é legal. Fora isso acho que não tem mais muito o que dizer. Para quem se interessou nesse, recomendo bastante o Penumbrinha também!
TÉCNICOS: O jogador nº1
Enerst Cline
Editora Leya
464 pgs.

Média de preço: R$19,90 (online) e R$39,90 (nas livrarias)
Para quem animar, essa resenha também está lá no Orelha de livro!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

NOVO TRAILER DE STAR WARS!

EXTRA EXTRA! SAIU MINHA GENTE!
Depois de várias especulações, dúvidas e ansiedade tá aí para quem quiser ver o novo trailer de ‘StarWars VII: The force awakens’.
O diretor é J.J. Abrams, que tem em seus últimos trabalhos os dois ‘Star Trek’ mais recentes e ‘Super 8’. A história se passa 30 anos após ‘O retorno de Jedi’ e no elenco teremos os personagens clássicos de volta como Han Solo (Harrison Ford), Princesa Leia (Carrie Fisher) e Luke Skywalker (Mark Hamill).
Nem preciso dizer que esse filme é um dos mais aguardados para 2015, né? A data de estréia está marcada para 18 de dezembro.

Eu fiquei especialmente enlouquecida porque sou apaixonada por Star Wars. Assisti os episódios IV, V e VI beeemm novinha com meu pai. Ele sempre alugava uns clássicos e eu assistia junto, acho que devo ter visto a triologia antiga com uns 8 anos ou menos. 
Desde então foi um caso de amor. Vi toda a triologia mais nova no cinema e mais incontáveis vezes, nunca canso. Não acompanho muito os universos expandidos e variações, sou meio conservadora e acabo com preguiça de ir atrás de tudo que se produz com o nome da franquia. Meu negócio são os filmes, mesmo.
Agora é sentar e esperar ansiosamente por essa explosão nerd! 
Ah com certeza esse trailer estará no filme do Hobbit, então se preparem! o/

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

DIY: CAMISETA LITERÁRIA!

AEE!

Tinha comentado que iria tentar trazer um tutorial aqui para o blog esse mês e aí hoje tive um tempinho e consegui fazer! Uhuu!
É tão fácil e rápido de fazer que sério, dá vontade de sair fazendo em tooodas as camisetas que tenho aqui! haha.
Bom é o seguinte o ‘Do it yourself’ que vou mostrar aqui é para você fazer sua própria camiseta literária, com o símbolo que escolher. Eu escolhi o dragãozinho de três cabeças da Casa Targaryen do ‘Crônicas de Gelo e Fogo’, mas é muuito simples e dá pra aplicar a ~técnica em qualquer molde!
Você vai precisar de:
– Camiseta (a cor que você quiser! Escolhi preto porque o símbolo dos Targaryen é o dragão vermelho em fundo preto, então quis deixar o preto)
– Fita adesiva
– Sulfite cartonado (para o molde)
– Água sanitária
– Borrifador (qualquer um serve! Perfume que acabou, frasco de bodysplash dos segrdos da Vitória, aquele negócio de passar roupa, enfim, QUALQUER borrifador, rsrs)
1º Passo: Molde!
A primeira coisa que você precisa fazer é escolher qual o símbolo que quer na camiseta e fazer um molde. Eu, que desenho muito mal, peguei no Google mesmo uma imagem, imprimi e fiz o molde.
Você pode imprimir, copiar com papel manteiga direto da tela do PC, se for bom de desenho, desenhar, enfim, o importante é ter o molde!
Recomendo que ele seja em folha BRANCA (para não manchar quando for espirrar a água sanitária) e em cartonado, para ficar mais firme.
Aí é só recortar e deixar bonitinho lá.
2º passo: Arrumar a camiseta!
E sempre coloco uma revista por baixo, para não manchar também as costas da camiseta e ficar mais bem feitinho, recomendo fazer o mesmo.
Depois é só ajeitar a camiseta bem esticadinha e retinha, para poder colocar o molde:
3º passo: Preparando o molde!
É necessário colar o molde com fita adesiva na camiseta. Caso você apenas deixe o molde por cima ele pode ficar mais alto em algumas áreas e o spray pode não definir aquele desenho. Então é bom colar porque aí fica tudo bem firminho!
4º passo: Colocando o molde!
Centralize beeem certinho! Às vezes pode parecer que não faz muuita diferença um espacinho, mas depois de pronto, faz sim! Costumo medir cada lado para ver se está igual, meesmo!
5º passo: Borrifando!
Beem facinho, depois e colar o molde na camiseta é só ir borrifando a águna sanitária em cima. Mas filmei para vocês verem bem como é, só clicar no link!

Fácil demais, né gente? Aí é só dar um tempinho pra secar e tirar o molde:
E no corpo: 
Eu amei muito! É super simples e aplicável em qualquer símbolo. Da para fazer todas as casas das Crônicas de Gelo e Fogo, o raio ou as relíquias da morte do Harry Potter, símbolo de bandas (já fiz do Dream Theater!) enfim, o que quiser!
Só recomendo que a camiseta seja um pouco mais escura. Como a água sanitária dá o efeito de clarear, se a camiseta já for clarinha o efeito vai ficar mais discreto e não tão legal. O bacana é dar o destaque!
Espero que vocês tenham gostado! Me falem nos comentários que desenhos ficaram com vontade de fazer! 
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin