VÍDEO NOVO NO CANAL!

AEAE!
Ando meio sumida, mas já estou voltando!
Enquanto não acabo de editar as fotos para o post completo da resenha escrita, vou deixar o vídeo! 
Bora ver!
😉
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!
Anúncios

RESENHA: ORGULHO E PRECONCEITO (JANE AUSTEN)

AE!
Já começou o ano, passou o Carnaval e então é hora de começar o trabalho sério! rsrs
Finalmente a primeira resenha do ano para vocês!

Sem muito mimimi, vamo lá!

Orgulho e preconceito (Jane Austen)



Sinopse (bem) rapidinha: O livro se passa na Inlgaterra do século XVIII e conta a história de Elizabeth Bennet e sua família. A rotina da família muda quando um rapaz rico se muda para uma propriedade próxima a dos Bennet. A mãe de Elizabeth, cuja maior ambição é ver as filhas casadas, vê nesse rapaz a oportunidade perfeita para um matrimonio para uma de suas meninas. Assim começa a história. Para a felicidade da mãe, a irmã mais velha de Elizabeth, Jane, começa a se relacionar com o rico Sr. Bingley e Eliza consequentemente entra no círculo social do rapaz. Nesse momento ela conhece o orgulhoso Sr. Darcy e logo na primeira impressão ele não a agrada. Fere seu orgulho com um comentário negativo sobre ela e passa a ser mal visto pela mesma. Com o passar da história essas impressões vão se diversificando e ali começa um relacionamento inesperado que os dois tem dificuldades em admitir.

NOTA: 5    
            
PONTOS FORTES: Já vou dizer que adorei o livro! Tinha uma série de preconceitos (hehe) com Jane Austen e fui obrigada a pagar a língua! Adorei a escrita extremamente leve e divertida dela. O livro é uma delícia, é engraçado, cheio de um humor satírico e carregado de críticas. Eu gostei muito de como ela equilibra suas críticas à sociedade e a leveza da história. Você entende a mensagem que ela quer passar e o livro continua sendo leve e delicioso! Amei!

PONTOS FRACOS: Não tive nenhum problema na leitura, relacionado a obra não considero nenhum ponto fraco. O que achei ruim foi a dificuldade de achar uma boa edição do livro (em português)! Apenas pockets e versões mal feitas, uma pena!



O QUE MAIS GOSTEI: SR. DARCY! Haha, brincadeiras a parte, adorei ver a evolução dos personagens que ela constroi e principalmente o romance fofo entre Elizabeth e o Sr. Darcy!

O QUE MAIS: Bom, paguei a língua em diversos pontos! Não gosto de histórias de amor e me rendi e não gostava de Jane Austen e agora estou apaixonada! Adorei esse livro e brinquei que ela é uma autora de Young Adult hipster! Haha, antes de todos ela já estava escrevendo uma história de amor cheia dos personagens característicos, tipo a Eliza que é a garota descolada e a frente do seu tempo, a Jane que é romantica e sonhadora, a Lydia que é piriguete, haha enfim! Adorei!
Minha edição é da Penguin, é uma edição bem simples, mas boa! Cheia de notas que acabei nem lendo muito… Mas gostei, foi a melhor que achei!



TÉCNICOS: Orgulho e preconceito
Jane Austen
Penguin Companhia

Média de preço: R$22,00 (online) e R$34,90 (livrarias)

Tem algum fã de Jane Austen por aí? Me indiquem outras obras dela aqui nos comentários!
Ah, essa resenha também está no Canal e no meu perfil lá no Orelha de Livro!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Goodreads –Bloglovin
Conheça meu conto!

RESENHA: JOGADOR Nº1

AE!
Ai gente, essa resenha tá atrasada! Rsrs.
Quem me acompanha pela fã page no facebook, viu que eu fui cobrir a Comic Con Experience. Essa resenha era pra ter vindo antes, mas JÁ VIU, NÉ? Perto da viagem foi a maior correria e não deu tempo.
Bom antes tarde do que nunca!

E esperem em breve um post aqui CHEIO de fotos da CCXP e tudo que eu vi por lá! 😉

MAS VAMOS A RESENHA!

O jogador n°1 (Ernest Cline)

Sinopse (bem) rapidinha: O livro conta a história do jovem Wade Watts, um rapaz pobre que vive em 2044, na realidade de um mundo a beira da miséria, onde a sociedade está evoluída tecnologicamente, mas com sérios problemas relacionados à fome e recursos básicos.
Em meio a esse caos da vida real, existe o ‘Oasis’ uma realidade virtual avançada onde as pessoas, inclusive Wade, passam a maior parte de seu tempo e esquecem da miséria da realidade.
Tudo vai bem até o criador dessa plataforma virtual morrer subitamente sem deixar filhos ou herdeiros. Em vez disso ele elabora um complexo jogo com pistas e aquele que conseguir chegar ao final e desvendar todos seus enigmas herdará sua fortuna e o Oasis. Wade faz parte do grande grupo de pessoas que começa a tentar desvendar os enigmas e buscar a chave para a fortuna, o que ele não esperava era que ele acharia a primeira solução e sua vida mudaria completamente.
NOTA: 5/5 (Com algumas ressalvas!)    
PONTOS FORTES: Boomm, vamos lá. Eu adorei esse livro, ele me lembrou bastante o ‘A livraria 24hrs do Mr.Penumbra’. Segue a mesma ideia de uma história com mistérios e cheia de referências nerds. Acho que o ponto forte desse livro é esse! O criador do ‘Oasis’ era um nerd dos bons e fez questão de deixar suas pistas todas enterradas bem fundo na nerdisse.
A leitura é bem fluída e extremamente leve. A narrativa corre bem rápido e te leva fácil, fácil. Gostei disso, é daqueles que a gente lê em uma sentada.
PONTOS FRACOS: Aqui estão minhas ressalvas ao 5/5 da nota. O problema desse livro não é a história, mas a tradução. Vários pontos que me incomodaram com a mania das editoras brasileiras quererem traduzir palavras que NÃO TEM como serem traduzidas. Não adianta, nosso vocabulário nerd é impregnado de ‘termos’ em inglês que não fazem sentido ser traduzidos. Na minha opinião o próprio título do livro não faz sentido em português. Se fosse o original ‘Ready Player One’ faria muito mais sentido e todo mundo que teve a infância nos nintendos entenderia a referência.
Acho que é esse o problema de se traduzir essas expressões, elas perdem a referência e o sentido. ‘A livraria 24hrs do Mr. Penumbra’ também tem esse problema e o ‘Guia do mochileiro das galáxias’ tem também.
EDITORAS PAREM DE INVENTAR TRADUÇÕES! É uma tentativa de expandir o público, mas não adianta nada, no fim das contas quem vai ler é quem curte o tema e quem curte o tema vai entender do jeito que tem que ser entendido.
O QUE MAIS GOSTEI: Os personagens são ótimos, principalmente Art3mis, esquentadinha, rs. Gostei muito! Mas o que eu mais amei mesmo é que o livro é todo envolto em uma temática dos anos 80. O criador do ‘Oasis’ era apaixonado pela década, então todo o jogo que ele cria é baseado em tudo que aconteceu, passou, tocou e foi jogado nos anos 80.
Eu como uma apaixonadinha pela década do glamour, drama e exagero, AMEI! Cada página me tirava um sorrisinho, curti muito o livro. Alias, acho que por isso gostei tanto, é um livro pra curtir mesmo, sabe? É divertido, leve e engraçado, pra sentar e passar umas boas horas.
O QUE MAIS: A edição é bem bonitatambém, tem divisões bacanas de capítulos, a capa é bonita e a diagramação é legal. Fora isso acho que não tem mais muito o que dizer. Para quem se interessou nesse, recomendo bastante o Penumbrinha também!
TÉCNICOS: O jogador nº1
Enerst Cline
Editora Leya
464 pgs.

Média de preço: R$19,90 (online) e R$39,90 (nas livrarias)
Para quem animar, essa resenha também está lá no Orelha de livro!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: CORAÇÃO DE TINTA

AE!
A vida começou a tranquilizar por aqui, então hoje tem resenha desse livro que eu fiquei APAIXONADA!
Nem vou perder tempo, vamos logooo pra ele!

Coração de tinta (Cornelia Funke)
Sinopse (bem) rapidinha: Mo é um restaurador de livros com uma estranha habilidade: quando lê em voz alta suas palavras se transformam em realidade e o que está escrito sai do livro para o nosso mundo. Por conta disso, em uma leitura, diversos personagens saíram do livro ‘Coração de tinta’ e em troca, ele perdeu sua esposa. Após o episódio Mo nunca mais leu em voz alta.
Sua filha Meggie, tão apaixonada por livros e leitura não entende a restrição do pai. Mas a vida calma dos dois está prestes a mudar totalmente quando um dos vilões do livro, que está em nosso mundo, decide perseguir Mo e fazer dele seu leitor, trazendo para a realidade tesouros e criaturas obscuras que ele deseja para se tornar cada vez mais poderoso e se manter por aqui.
‘Coração de tinta’ é o primeiro livro da triologia ‘Mundo de tinta’.

NOTA: 5/5 
           
PONTOS FORTES: Gente, o que dizer desse livro? AMOR é o que posso dizer! Fiquei completamente apaixonada por ele desde a primeira página e durou até o fim! É um livro leve, que a leitura flui lindamente, não dá vontade de parar por nada. Os personagens são maravilhosos, principalmente os personagens que são personagens de ‘Coração de tinta’. Sou apaixonada por livros que contam histórias de livros e com esse não foi diferente. Tem aquela magia, aquela paixão de quem ama não só a leitura, mas o livro em si, sabe? Me vi derretida em vários pontos, dividindo meu amor pelos livros, capas, folhas de rosto, ex-libris edições e tudo mais que se diz respeito a esse universo de tinta e papel.
Achei que ele resgata muito a magia do livro físico, do livro antigo, das edições trabalhadas, aquelas coisas que enchem os olhos, mesmo. Fiquei apaixonada!
PONTOS FRACOS: …Para não dizer nada, eu já tinha visto o filme! Haha, então sabia de algumas coisas da história, o que mesmo assim, não diminuiu, nem prejudicou em nada a minha leitura.

O QUE MAIS GOSTEI: Meggy, Dedo Empoeirado e Leonor! Vi muito da minha curiosidade infantil pelos livros na personagem de Meggy. Qualquer um que um dia foi uma criança leitora também vai se idenfiticar… Dedo Empoeirado fica sempre em uma situação de divisão de sentimentos e essência bondosa que não tem como não se apaixonar e odiar às vezes, rs. Agora Leonor é um show a parte! Amei muito, um misto de simpatia e antipatia perfeito! O amor doido por livros, bibliófila exemplar e muito engraçada, um dos pontos mais altos da história, na minha opinião.
 Outra coisa que fiquei completamente apaixonada nesse livro foram os inícios de cada capítulo que vêm acompanhados de um pequeno trecho de outros livros famosos. Uma delicadeza da autora que combina momentos e citações e faz a gente viajar por diversas histórias ao mesmo tempo.
O QUE MAIS: Bom, esse livro é lindo em todos os sentidos! Além dessa história que me deixou apaixonada, a edição também fez o mesmo! A capa é linda, as pequenas ilustrações, diagramação, tudo tudo! Perfeito!
Ele costuma ser meio caro, mas tenho visto algumas promoções da triologia por aí! Fiquem de olho!

TÉCNICOS: Coração de tinta
Cornelia Funke
Companhia das Letras/Seguinte
455 pgs.

Média de preço: R$30 a R$45 (tem várias promoções)

Bom, espero muito que vocês tenham gostado e se animado para ler!
Essa resenha também está lá no Orelha de livro, para quem acompanha a rede social!

🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: A LIÇÃO DE ANATOMIA DO TEMÍVEL DR. LOUISON

FINALMENTE!
Haha, depois de mil anos, RESENHA NOVA!
Essa resenha também está lá no canal do ultiminho e lá falei um pouco mais da minha ~relação com esse livro e os motivos que acompanhei ele de pertinho, dêem uma passadinha por lá também!

E chega de enrolação! PARTIU:

A lição de anatomia do temível Dr. Louison (Enéias Tavares)
Sinopse (bem) rapidinha: A história se passa em um Brasil retrofuturista, na cidade de Porto Alegre, em 1911. O jornalista Isaías Caminha viaja até a cidade para cobrir todo o caso do assassino Dr. Antoine Louison, mas um dia antes da sua execução ele desaparece misteriosamente do manicômio que ele estava preso até a data da execução.
Isaías que já estava abalado por alguns fatos presentes no caso, começa a se questionar sobre vários pontos, tanto dentro do assassinato, como de sua própria vida, abrindo seus olhos para outra realidade que ele não esperava encontrar. Assim ele se junta a sociedade secreta Parthenon Místico para mergulhar no ‘caso Louison’ e tentar descobrir a verdade por trás dessa enevoada história.
NOTA: 5/5   
         
PONTOS FORTES: Bom, por onde começar? Rs. Gostei tanto desse livro, que fico até confusa… Acho que posso destacar aqui, esse universo maravilhoso que Enéias Tavares nos apresentou. Esse ar retro que o livro tem é o que dá todo o toque especial, trás aquela sensação de um mundo elegante, de pessoas finas, intelectualizadas, aquele sofisticado antigo que não temos mais, sabe? Adorei isso! Ao mesmo tempo em que o universo é criado ele está entre nós, porque se passa no Brasil, com cenários já conhecidos, então trás uma naturalidade que deixa o livro familiar, o que também é muito bom.
Os personagens são um show a parte. Adorei a ideia de trazer nomes já conhecidos da nossa literatura e transforma-los em heróis dessa história convivendo juntos e em amizade (ou não, rs). Achei que esse desenvolvimento de personalidades para caber nessa história foi demais.
PONTOS FRACOS: Eu ando em uma fase bem feliz das minhas escolhas, e esse livro, como os últimos que li, não posso levantar nada que tenha me incomodado, quebrado minha leitura ou me desanimado.
O QUE MAIS GOSTEI: Bomm, o que eu mais gostei no livro foi: o formato da narrativa! A história é contada sob diversos pontos de vista e por troca de cartas e mensagens. Achei isso demais e deixa a leitura muito fluida! Você vai interagindo com a conversa daqueles personagens, formando a linha dos acontecimentos na sua cabeça e nem vê as páginas passarem. Adorei isso!
Gostei demais também do formato de escrita que Enéias usa. O livro é todo escrito com a grafia da época, o que na minha opinião, ajuda muito a trazer aquele clima que falei ali em cima. Achei essa ideia boa demais e que casou perfeitamente com a pegada da história.
Último ponto que não poderia deixar de falar: adorei o sarcasmo fino que toma conta de todo o livro, aquela coisa que você lê sorrindo, sabe? Achei uma sacada muito inteligente da história e que faz toda a diferença para trama do Dr. Louison e seu desenvolvimento.
O QUE MAIS: Bom, acho que todos mundo percebeu que amei a história, né? Rsrs. Foi minha primeira leitura no estilo steampunk e amei! Quero muito me jogar e ler mais coisas desse universo, inclusive aceito sugestões!
A edição do livro está linda demais! O pessoal da Fantasy caprichou e fez uma edição à altura da história, recomendo fortemente pelo conjunto total da obra!
TÉCNICOS: A lição de anatomia do temível Dr. Louison
Enéias Tavares
Fantasy/Casa da Palavra
304 pgs.

Média de preço: R$34,90
E aí, se animaram para ler também?
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: SERPENTE (REX STOUT)

AE!
Começando a programação especial de outubro! Finalmente…
Então que hoje vou falar sobre um livro que ganhei de aniversário e li no mês passado! É um policial (vocês já sabem que eu AMO, né?) e ouvi falar SUPER bem desse autor, estava muito curiosa pra ler!
Bom chega de mimimi e vamos a resenha
Meu super obrigada ao meu amigo Lucas que me deu o livro de presente! Adorei! 😀
Serpente (Rex Sout)
Sinopse (bem) rapidinha: Serpente é um suspense policial que tem como personagem principal o detetive Nero Wolf, esse é o primeiro livro que Stout escreveu do seu detetive, que rendeu mais 73 outros livros. Wolf é um detetive genial e cheio de manias estranhas, absurdamente gordo, ele não sai da sua casa por nada. Os crimes chegam até ele e ele os soluciona dentro so seu próprio escritório. Quando é necessário sair para verificar pistas e cenas de crime ele conta com seus ‘olhos’, seu assistente Archie Goodwin, que faz toda a investigação de campo e depois faz relatórios para Wolfe.
Em ‘Serpente’, Wolf é desafiado por duas mortes, que aparentemente não tem nenhuma relação, mas que foram cometidas com uma astúcia impressionante. A partir disso, Wolfe e Goodwin começam uma corrida para descobrir e entender esse assassino antes do seu próximo passo.
NOTA: 4/5         
   
PONTOS FORTES: Bom, na minha opinião, essa coisa do Nero Wolfe não sair de casa, ser preguiçoso e todo chato, cheio de manias é uma idéia muito boa. Ele não é simpático, ele não se esforça pra agradar nem o cliente, nem o leitor. Tive a impressão que Wolfe desafia até a gente mesmo, meio ‘se você quiser me ler, vai ter que me aceitar’, rsrs. Gostei disso. Gostei bastante também da ambientação em Nova Iorque, quebra um pouco aquele clima inglês que estamos acostumados (pelo menos eu!) de Conan Doyle e Agatha Christie. Achei o mistério bom, mas ainda achei que faltou um pouco de surpresa.
PONTOS FRACOS: Então, como já disse algumas vezes, eu AMO livros policiais. Esse livro ganhei de presente e junto com ele vieram várias recomendações excelentes, então li com uma expectativa absurdamente alta, o que acredito que prejudicou um pouco a leitura. Como disse, eu gostei do mistério, mas esperava um pouco mais. Achei que seria algo tipo ‘MEU DEUS, NÃO ACREDITO’, mas não foi. Como já li vários livros do gênero fica aquela expectativa e tals.
Sempre rola uma comparação com Sherlock, né, é claro… Então, se eu for me basear por ESSE livro, Sherlock continua sendo meu detetive do coração. Ambos têm aquela pegada de ser excêntrico cheio de manias, com um raciocínio meio incompreensível para meros mortais e cheios de hobbies estranhos. São várias as semelhanças, inclusive, assim como quem conta a história de Sherlock é Watson, quem conta a de Wolfe é Goodwin. Mas não acho que isso prejudica um ou outro. Claro que acaba rolando uma comparação, mas acho que cada um tem suas particularidades. Pretendo ler mais livros do Stout antes de formar minha opinião.
O QUE MAIS GOSTEI: Archie Goodwin! Achei que o assistente rouba muito a cena e se destaca. Adorei muito o personagem, ele é inteligente, carismático e ao mesmo tempo tem aquela influência meio canalha do chefe, um personagem completo!
O QUE MAIS: Bom, ganhei a versão de bolso da Cia das Letras. Ela é bem bonita! Apesar de ser de bolso é boa e a diagramação é ótima! Gostoso de ler e pequeno, então é fácil de levar por ai, rs. Ele tem as laterais da cor da capa, o que é bem legal também!

Essa coleção de bolso da editora é bem bonita e facinho de achar, tem em todas as livrarias, online e físicas.
E aí, tem algum fã do autor por aí? Quero indicações para o próximo livro dele que vou ler!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: O CHAMADO DO CUCO

AE!
Mais uma resenha! Hoje vou falar sobre ‘O chamado do Cuco‘, livro que foi publicado sob a autoria de Robert Galbraith, mas que na verdade é da J. K. Rowling! Isso mesmo, a autora de Harry Potter!
Ele foi lançado antes mesmo de ‘Morte súbita‘ e demorou um bom tempo para ser descoberto. Logo que foi, o livro deu um super boom e rachou de vender, tanto que ela já anunciou o próximo (que sai em novembro) e disse que será uma série! Espertinha
Bom, chega de conversinha e vamosss para a resenha!
O chamado do Cuco (Robert Galbraith aka J.K. Rowling)
Sinopse (bem) rapidinha: O livro conta a história da uma super modelo que aparentemente cometeu suicídio, mas seu irmão inconformado com a possibilidade contrata um detetive particular para investigar o caso. O detetive é Cormoran Strike, veterano de guerra que é todo ferrado fisicamente e psicologicamente, e cheio de dívidas, aceita o trabalho. Ele conta com a ajuda de sua secretária temporária, Robin, para a investigação. Apesar de ter aceito o caso pelo dinheiro, logo a história começa a tomar outras proporções e ele percebe que existe algo bem errado e sinistro na morte da moça.
NOTA: 5/5
            
PONTOS FORTES: Bom, eu sou fã da J.K e me impressionei com esse livro. Comecei mais como uma segunda chance, depois de odiar ‘Morte súbita’ e tive (com prazer) que dar o braço a torcer, o livro é muito bom! J.K fez o que sabe fazer de melhor sem querer impressionar: ótimos personagens, ambientação impecável e uma trama envolvente.
Eu acho que os pontos fortes desse livro são esses. Os personagens dela são sempre impecáveis, personalidades marcantes e bem trabalhadas, profundidade e carisma. Não tem como não gostar, ela tem o dom de te envolver na história pelos seus personagens. A ambientação em Londres é muito boa, você consegue sentir aquele ar de metrópole e cidade urbana que tem vida própria.  O mistério é ótimo, te leva muito bem o livro todo e teve o final que merecia. Surpreendente e inesperado, na minha opinião. Ela é muito boa pra reviravoltas (quem lembra de ‘O prisioneiro de Azkaban’?) e nesse livro não é diferente.
PONTOS FRACOS: Sinceramente, eu gostei muito do livro e não tenho do que reclamar. Acredito que depois de ‘Morte súbita’ ninguém vai achar que esse livro tem algo de ruim. Ela conseguiu fazer algo simples e muito bom, e acho que essa era a chave.
O QUE MAIS GOSTEI: Curti demais o modo que ela trabalha com esse mundo de moda e glamour. Ela trouxe as impressões que todos temos de um mundo cheio de futilidade, intrigas, fofocas e interesses. O trabalho dela foi impecável e você vê durante a leitura uma verdadeira ‘guerra dos tronosmoderna. Um passando a perna no outro, escondendo informações, dificultando a vida e querendo parecer o que não é. Muito bom, mesmo e combinou perfeitamente com um caso policial.
O QUE MAIS: Bom, o livro tem 447 páginas e eu comprei a edição em capa dura. É bem linda e ótima de ler. Paguei baratinho, R$19,90 no submarino, mas foi promoção, tem que ficar de olho para achar. A edição é bem boa, mas não podia ser diferente, ele é publicado pela Rocco e o trabalho deles é sempre bom.
Eu gostei muito e acho que essa é a verdadeira pegada dela. Espero que o próximo seja tão bom quanto esse. Eu com certeza continuo acompanhando a série se continuar assim.
Claro que todo mundo vai fazer a pergunta irrestível: Qual pós-HP é melhor? kkk, para falar sobre isso fiz um ‘Batalha de livros’ lá no canal com os dois, dêem uma olhada!
Bom, é isso espero que vocês tenham gostado
Alguém mais leu os dois? Concordam comigo?
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr – Lookbook – Goodreads –Bloglovin

RESENHA: QUEM PODERIA SER A UMA HORA DESSAS? (LEMONY SNICKET)

OI!
Ae gente! Resenha!
Quaaanto tempo que eu não resenhava no blog, né? Com a viagem ficou meio complicado e minhas leituras ficaram bem atrasadas, mas calma! Já estou correndo atrás do prejuízo e já já tem várias resenhas novas por aqui.
Vou começar com esse livrinho delícia que eu li em um dia! Vamoos lá!



Quem poderia ser a uma hora dessas? (Lemony Snicket)

Sinopse (bem) rapidinha: Esse livro é escrito pelo Lemony Snicket, que também é autor da série ‘Desventuras em série’, em ambos os livros ele é autor e personagem ao mesmo tempo, no ‘Desventuras’ como narrador e no ‘Quem poderia’ como principal. Só que na verdade, Lemony Snicket é um pseudônimo e um personagem, o nome verdadeiro do escritor é Daniel Handler.
Enfim, o livro conta a história de Lemony antes do ‘Desventuras’, quando ele ainda tem doze anos. Após se formar no que ele diz ser ‘uma educação não convencional’ ele parte para uma cidade misteriosa para começar com sua tutora uma investigação. Toda a história se passa nessa cidade e os fatos são bem engraçados deixando o mistério descontraído e envolvente. O livro faz parte de uma série programada para quatro livros chamada ‘Só perguntas erradas’.

NOTA: 5/5   
         
PONTOS FORTES: O livro é bem descontraído, é voltado para o público juvenil, mas acredito que qualquer adulto irá gostar. O livro é muito leve e o ritmo é ótimo. Os personagens são engraçados, principalmente o próprio Lemony que brilha no livro. É um livro bem humorado e sem enrolação.

PONTOS FRACOS: A história não tem muita profundidade, é um livro breve e acho que o que se sobressai são os personagens, mesmo. Você fica com mais curiosidade de saber o que vai acontecer com Snicket do que como o mistério vai acabar.

O QUE MAIS GOSTEI: O que mais gostei foram os personagens, o autor consegue te deixar simpático com alguns personagens e com raiva de outros. Eu acho que, quando conseguimos não gostar ou gostar muito de personagens é porque o trabalho do autor foi bem feito.
Gostei muito da ambientaçãotambém, a cidade que ele cria é diferente e bem legal, gostei da forma como ele trabalhou com um lugar inesperado e completamente improvável, é uma investigação com um pé na fantasia, gostei demais disso.
Gostei também da forma como a narrativa é levada. É em primeira pessoa e isso deixa o livro mais engraçado ainda, com as passagens de Lemony e suas observações.



O QUE MAIS: O livro é bem lindo, o trabalho editorial está impecável. Ele é todo ilustrado, a capa é bem linda e a formatação ótima. É um livro bem fácil de se achar por aí e acho que em português tem até o segundo.



E pra quem quiser ver um pouco mais e me ver (kkk) essa resenha também está no canal e também lá no Orelha de livro! Sempre coloco minhas resenhas por lá, acho bacana porque a resenha fica disponível nos comentários do livro e já ajuda quem está de olho! 



Espero que vocês tenham gostado! Amei esse livro e recomendo muito!


🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr

ORELHA DE LIVRO!

OIS!
Esses dias eu estava por aí nas internets da vida quando topei com o Orelha de Livro. Fui ver do que se tratava e descobri que é uma rede social para leitores!
Fiz meu cadastro (adorei a facilidade! é ligado ao Facebook, então você faz muuito rapidinho) e já comecei a usar. Fui colocando os livros que quero ler e algumas coisas do que já li. Eles têm um top 100 que você pode entrar e ir dando check/adicionando o que você já leu! Eu adoro essas coisas, kkk.
Entrei em contato com o site porque queria usar o Orelha como o blog/canal, mas vi que não é possível, mesmo assim o ‘É o último, juro’ foi cadastrado lá e quem quiser pode seguir o blog!
Aliás que isso é outra coisa que curti, você segue seus blogs preferidos, aí no seu feed recebe as novidades de cada um deles! É bom porque fica fácil de acompanhar vários blogs de uma vez!
Olha como é fácil:

Depois do contato recebi um convite para ser ‘Top Blog‘ do site! Fique super feliz! Então resumindo, agora o últiminho também está nessa rede social! E quem quiser acompanhar meu perfil pessoal pode ficar à vontade, pois nele eu posto um teaser das minhas resenhas! 🙂
É isso gente, espero vocês também lá no Orelha!
🙂

Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr

RESENHA NOVA NO CANAL!

OIE!

Pra quem ainda não viu, lá no canal tem uma resenha nova, que também é uma tag nova: o Batalha de livros!
Resolvi juntar em um vídeo só livros que falam sobre o mesmo tema, que usam episódios históricos iguais, que sejam do mesmo autor, enfim, que tenham semelhanças e que sejam bacanas de serem colocados lado a lado!

Comecei com Brumas de Avalon: Senhora da Magia VS. O Rei do Inverno. Ambos falam sobre a lenda do Rei Artur e ambos já tinham sido resenhados aqui no blog (aqui e aqui), então achei que seria chato fazer dois vídeos com temáticas parecidas e surgiu a ideia do ‘Batalha’.

Claro que o objetivo não é diminuir ou malhar um livro, nada disso. O objetivo e botar os dois lado a lado e falar sobre semelhanças, diferanças, pontos fortes e fracos e fazer um balanço geral dos dois!

Espero que vocês curtam! Estou com várias outras ideias já! 🙂

🙂

                           Youtube – Facebook – Instagram – Pinterest – Skoob – Twitter – Tumblr